Com alta demanda, Lacen envia 2.500 amostras para a Fiocruz analisar

0
O laboratório recebe cerca de 1.600 amostras por dia (Foto: Ascom/SES)

O Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen), neste mês de fevereiro, registrou uma média de 1.600 recebimentos por dia de amostras de testes da Covid-19. Nesta quarta-feira, 10, mais de 2.000 amostras foram enviadas ao Lacen para análise. Devido à alta demanda, o laboratório também está enviando amostras para a Fiocruz analisar e, por isso, o prazo para entrega do resultado foi prejudicado.

De acordo com Cliomar Alves, superintendente do Lacen, também nesta quarta-feira, 10, o laboratório enviou cerca de 2.500 amostras para a Fiocruz. Por este motivo, o tempo estimado para a divulgação do resultado aumentou para 5 dias. “Estamos enviando para a Fiocruz as amostras de testes com foco nas amostras de pessoas assintomáticas e pessoas que tiveram contato com contaminados”, explica. “Com isso, o tempo estimado para entrega do resultado das amostras que vão para a Fiocruz passa a ser de 5 dias”, completa.

Ainda segundo Cliomar, o Lacen também permanece realizando as análises de casos mais graves e de pessoas que estão em urgências de hospitais. “Para essas amostras, o tempo de divulgação do resultado continua dentro do prazo de 48h”, ressalta.

Casos em Sergipe 

De acordo com o boletim epidemiológico do coronavírus divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) na terça-feira, 9, em Sergipe, 156.491 pessoas já testaram positivo para a Covid-19 e 3.043 morreram.

Ainda de acordo com o boletim, foram realizados 329.561 exames e 173.070 foram negativados. Estão internados 586 pacientes, sendo que no serviço público são 134 em leitos e UTI (adulto), dois na UTI neonatal/ pediatria e 128 em leitos clínicos (enfermaria), totalizando 264. Já nos leitos do serviço privado estão internados 132 pessoas na UTI adulta, quatro na UTI neonatal/ pediatria e 186 em leitos clínicos, totalizando 322. São investigados mais 12 óbitos. Ainda aguardam resultados 3.663 exames coletados.

Com as variantes do coronavírus circulando em todo estado, o governo e as prefeituras dos municípios sergipanos estão aumentando a quantidade de leitos e adotando medidas restritivas para frear o aumento de casos. Porém, vale salientar que todas as medidas de proteção recomendadas pelos órgãos de saúde são essenciais para se manter em proteção. Manter as mãos higienizadas, utilizar a máscara de maneira correta e respeitar o distanciamento social é essencial.

Por Isabella Vieira e Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais