Condutores do Samu aguardam posição da SES e Fundação

0

Condutores do Samu paralisaram as atividades no último dia 13 de março (Foto: Portal Infonet)

Condutores de ambulância do Serviço Móvel de Urgência e Emergência  (SAMU), decidiram aguardar o posicionamento da Fundação Hospitalar de Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde (SES) quanto a apresentação de uma proposta salarial para a categoria. Caso não obtenham resposta concreta, os trabalhadores podem cruzar os braços por tempo indeterminado.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Condutores de Ambulância de Saúde (Sindconam), Adilson Ferreira Melo, a categoria está reivindicando aumento salarial de 60%. “Isso em cima da proposta do salário dos enfermeiros, que equivale a R$ 4.100. Se a nossa reivindicação for atendida, saímos de um salário de R$ 1.100 para R$ 2.460”, explica o sindicalista.

Adilson Melo disse enfatizou que a categoria vai aguardar até esta terça-feira, 24 para decidir se entra em greve por tempo indeterminado. “Estamos aguardando o posicionamento da Fundação e da Secretaria de Estado da Saúde. O prazo termina amanhã e somente após esse prazo é que vamos nos reunir para definir os rumos do movimento”, diz.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais