Covid-19: novos 10 leitos foram abertos no Hospital João Alves Filho

0
O número de leitos de UTI para pacientes com o diagnóstico grave da Covid-19, aumentou para 38 vagas (Foto: SES)

Conforme anunciado pelo governador Belivaldo Chagas, o Hospital de Urgências de Sergipe Governador João Alves Filho ampliou o número de leitos de UTI para pacientes com o diagnóstico grave da Covid-19, passando para 38 vagas. A medida tem como objetivo garantir a assistência à população no momento em que são registrados aumentos da transmissão do vírus no Estado. Outros 10 leitos estão sendo planejados para o Hospital Cirurgia.

A ampliação dos leitos no maior hospital público de Sergipe ocorreu após reunião entre a secretária Mércia Feitosa e o superintendente do Hospital de João Alves Filho, Walter Pinheiro, que, juntamente com gestores das unidades críticas, traçaram estratégias no sentido de acomodar adequadamente todos os pacientes com e sem a Covid-19, abrindo 10 novos leitos intensivos, garantindo a assistência, restringindo aglomerações, limitando o fluxo de acompanhantes e fazendo valer todas as recomendações sanitárias cabíveis.

O superintendente do Hospital João Alves Filho destacou que, juntamente com o Complexo Regulatório e a Central de Regulação de Leitos (CRL), a prioridade no Huse é para aqueles pacientes cujos cuidados possam ser dispensados somente no hospital, a exemplo dos nefropatas em terapia renal substitutiva, utilizando outras unidades da Rede como contra referência.

Walter Pinheiro falou também sobre a utilização do Hospital da Polícia Militar como retaguarda do Huse. “Vamos otimizar a ocupação dos leitos de enfermarias e UTI´s do HPM, servindo como retaguarda para os pacientes considerados Covid superados, agilizando as altas das UTIs e alocando em um leito de menor complexidade, priorizando àqueles pacientes que dependem do Huse, pela demanda de exames ou de especialistas”, ressaltou o superintendente.

As medidas relacionadas a visita e fluxo de acompanhantes estão sendo rediscutidas com a possibilidade de restrições. “A Secretaria de Estado da Saúde tem nos dado apoio incondicional e isso nos fortalece. Sabemos da exaustão de todos, mas confiamos principalmente no compromisso com o nosso paciente e na dedicação de todos os nossos profissionais”, finalizou o superintendente Hospital João Alves.

Fonte: SES

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais