Covid-19: São Cristóvão inicia vacinação dos trabalhadores da UFS

0
A vacinação começou hoje no campus São Cristóvão (Foto: Prefeitura de São Cristóvão)

Os trabalhadores da educação do ensino superior da Universidade Federal de Sergipe começaram a ser vacinados na manhã desta terça (8). Todos os trabalhadores que possuem vínculo com a universidade estão recebendo a vacinação na própria UFS, como professores, trabalhadores do setor administrativo, motoristas, serviços gerais, entre outros.

A vacinação que começou hoje (8) no campus São Cristóvão ocorrerá até a próxima segunda-feira (14), no auditório da didática 7, das 9h às 16h, dentro de uma organização interna que divide os trabalhadores por ordem alfabética.

Alexandre Melo Andrade, professor do departamento de Letras Vernáculas, foi o primeiro vacinado da manhã. “Feliz em ser o primeiro, em puxar essa fila de quem vai ser vacinado pela UFS. Feliz e aliviado depois de tanto tempo esperando. A gente precisa avançar depois de tanto tempo sem conseguir progredir, pois o vírus está se espalhando e a pandemia tomando conta do país. Agora precisamos saber que é o período da pandemia regredir com a vacina, que é o que vai acontecer, e isso transmite uma sensação de alegria”, afirmou o professor.

Claudio Feliz Vasconcelos, motorista terceirizado da UFS, também recebeu a vacina. “Agradecer a Deus pela oportunidade de receber essa vacina. Essa é uma garantia de vida, todos têm de se conscientizar e tomar a vacina porque é o único caminho que temos para tentar seguir vivendo. Só temos a agradecer”, afirmou.

Para Valter Santana, Reitor da Universidade, este é um momento muito importante e de esperança para todos os servidores. “A gente espera que logo toda a população seja vacinada, mas para nós da Universidade Federal de Sergipe aqui hoje marca um novo momento. Estamos vacinando toda a instituição aqui em São Cristóvão, nosso maior campus, e com isso estamos trazendo essa esperança para todos os nossos servidores e professores”, afirmou o reitor.

“Com a vacinação a gente terá condições de oferecer outros serviços, porque a universidade não parou durante a pandemia, muito pelo contrário. Agora damos um passo a mais na segurança dos nossos trabalhadores para planejar, junto com a comunidade universitária, um retorno progressivo e seguro para nossas atividades. Agradecemos a prefeitura de São Cristóvão por proporcionar esse momento para nossos servidores”, complementou.

Para Fernanda Santana, secretária de Saúde de São Cristóvão, esse é mais um avanço para o município. “Por ser um quantitativo considerável de trabalhadores, cerca de 2900, damos início a esse público alvo que consta na quarta fase da vacinação. Os professores do IFS estão sendo vacinados nas escolas e assim iremos avançar com o público de trabalhadores do ensino superior”, explicou a secretária.

Para apoiar a vacinação, as equipes de saúde de São Cristóvão tiveram o suporte de profissionais da UFS e também do programa de residência multiprofissional saúde da família, com profissionais residentes das categorias de enfermagem, farmácia, fonoaudiologia e educação física. “Temos como aplicadores da vacina os profissionais da enfermagem e da farmácia, e os demais dando apoio na parte logística. Eles são todos profissionais formados e no ano anterior participaram de várias campanhas de vacinação, por isso é uma equipe que possui um conhecimento muito bom desde a vacinação de influenza, além de o próprio programa de residência ter esse objetivo que é formar profissionais para atuar na saúde pública”, explicou Marcus Peixoto, coordenador do programa de residência multiprofissional de saúde da família.

Fonte: Prefeitura de São Cristóvão

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais