Covid-19: veja quais os grupos prioritários que podem se vacinar hoje

0
Aracaju já atingiu a marca de 10,3% da população vacinada, que é superior às médias nacional (8,78%) e estadual (8,2%) (Foto: Ascom/SMS)

Seguindo o cronograma de imunização para os grupos prioritários, o município de Aracaju segue com o cronograma de vacinação ativo. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), nesta quarta-feira, 14, idosos com 61 anos, que nasceram de outubro a dezembro de 1959 e janeiro a março de 1960, estão aptos a tomarem a vacina.

A SMS informa ainda que além desse grupo, serão vacinadas, ainda, as pessoas com síndrome de Down e Transtorno do Espectro Autista (TEA), os profissionais de saúde acima de 40 anos, além dos agentes das Forças Armadas e os profissionais de segurança e salvamento.

Vacinação via drive-thru 

Foi montado um posto volante exclusivo para as pessoas com Síndrome de Down e TEA, no Parque dos Cajueiros.

Para os profissionais de saúde e das forças de segurança e salvamento, além do drive na Sementeira, podem se vacinar no posto exclusivo montado na Escola Presidente Getúlio Vargas, no Siqueira Campos.

Já a vacinação via drive-thru no posto volante do Parque da Sementeira segue normalmente, entre 08h e 17h (sem pausa para o almoço). Para ter acesso a vacinação, é preciso preencher o formulário de cadastramento, que pode ser acessado através do link https://abre.ai/cadastrovacinaju ou do banner ‘Links Úteis’, na página inicial do site da Prefeitura.

Ao acessar o portal, o cidadão deve preencher um formulário com dados pessoais, como endereço, nome completo, CPF e nome do responsável pelo idoso, seguido do anexo do comprovante de residência, documento de identificação do idoso. No caso dos acamados, relatório médico também deve ser anexado, no campo “outro”. A imunização neste caso será feita na residência do idoso, por uma equipe de Saúde da Família.

Com o cadastro finalizado, equipes da Secretaria da Saúde de Aracaju farão a validação, a partir da qual será emitido um código de acesso, indispensável para que a vacinação ocorra.

por João Paulo Schneider 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais