Crianças são as maiores vítimas de queimaduras em junho

0
Quase 30 crianças deram entrada neste mês na UTQ  (Foto: Arquivo Infonet)

As crianças e adolescentes foram as maiores vítimas de queimaduras por fogos de artifícios e fogueiras durante o mês de junho. No período junino, deram entrada na Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) do Hospital de Urgências de Sergipe (Huse), 48 vítimas, sendo 29 crianças e 19 adultos.

De acordo com a coordenadora de cirurgia plástica do hospital, Moema Santana, o número de crianças vítimas de queimaduras causadas por elementos juninos aumentou quando comparado ao mesmo período do ano passado. Segundo ela, no ano anterior, deram entrada na UTQ 19 crianças e 29 adultos.

Conforme a coordenadora, o atendimento na Unidade chega a aumentar 60% nesta época, muito por conta das festas juninas e de eventos como a Copa do Mundo, onde a utilização de fogos de artifícios é maior.

Ainda segundo Moema, ao todo foram 13 casos de amputação. Um destes casos foi o do garoto Gabriel Henrique Santos, de apenas 12 anos, que se acidentou ao acender uma bomba. Ele teve dois dedos da mão amputados.

Redução nos casos gerais

Apesar de registrar um aumento no número de crianças vítimas, a UTQ atendeu menos vítimas neste ano. Segundo a coordenadora, deram entrada 104 pessoas, enquanto no ano de 2017 foram registrados 119 casos. 

por Yago de Andrade

Comentários