Dia do Homem: cuidar da saúde mental é crucial

O psicólogo Levi de Souza ressalta que os homens têm uma urgente necessidade de aprender a lidar com as próprias emoções e dar voz aos sentimentos (Foto: Michel de Oliveira)

O Dia do Homem, celebrado no Brasil neste sábado, 15, é uma data importante para promover reflexões sobre questões relacionadas à saúde física e mental masculina, além de abordar temas como igualdade de gênero, desconstrução de estereótipos e valorização do autocuidado. Essa data convida a sociedade a reconhecer a importância de promover uma masculinidade saudável e a criar espaços de diálogo e apoio para que os homens possam expressar suas emoções, buscar ajuda quando necessário e desfrutar de uma vida plena e equilibrada.

Em uma sociedade marcada por estereótipos machistas, os homens enfrentam desafios significativos para expressar emoções e lidar com seus sentimentos. Nesse cenário, o acompanhamento psicológico e a terapia podem ser aliados importantes para quebrar esses padrões e permitir o autocuidado emocional.

O psicólogo Levi de Souza ressalta que os homens têm uma urgente necessidade de aprender a lidar com as próprias emoções e dar voz aos sentimentos. Muitas vezes, somos criados desde a infância para conhecermos pouco sobre nós mesmos. A educação masculina, frequentemente marcada por uma demanda de ser ”macho”, resulta em um prejuízo tanto para a saúde individual quanto coletiva dos homens e de toda a sociedade”, destaca.

Como consequência, muitos homens tendem a se proteger das emoções, ignorando o autocuidado com a saúde física e, ainda mais intensamente, dos cuidados com a saúde mental. Enquanto as mulheres são incentivadas a se autocuidarem e se auto-observarem, os homens são encorajados a adotar posturas autossuficientes e superficiais. No entanto, é essencial compreender que os homens também enfrentam crises de ansiedade, depressão, tristeza e, de acordo com estatísticas globais, apresentam taxas mais elevadas de suicídio do que as mulheres.

Diálogo e acolhimento

Levi destaca que a terapia pode ajudar os homens a superar esses desafios e encontrar um espaço para se expressarem e se reconectarem consigo mesmos. “A iniciativa de buscar um profissional da saúde mental é um dos primeiros obstáculos a serem superados, pois muitos homens procuram ajuda psicológica apenas após passarem por outras formas de cuidado ou quando já estão em uma situação de extrema necessidade”, pontua o especialista.

Existem várias situações em que os homens podem se beneficiar do acompanhamento psicológico. Isso inclui compreender e lidar com os sentimentos, como no caso de vivências de luto, em que é necessário permitir que a tristeza seja sentida sem que ela paralise. Além disso, situações como abuso de álcool, violência, disfunções sexuais, doenças graves, irritabilidade, quadros de depressão, ansiedade, pânico e tentativa de suicídio podem ser acolhidas e tratadas na terapia.

A terapia oferece diversos benefícios para os homens que buscam atendimento psicológico. Em primeiro lugar, proporciona um espaço para falar e expressar emoções, auxiliando na prevenção de doenças mais graves. Através da psicoterapia, é possível desconstruir paradigmas e preconceitos associados à masculinidade, enriquecendo as experiências dos homens. A terapia também estimula a prática de novos hábitos e promove o autocuidado e o autoconhecimento, permitindo que os homens se tornem mais maleáveis e assumam novas perspectivas sociais, além de desenvolverem habilidades de cuidado para si e para os outros”, detalha Levi.

Outro aspecto fundamental da terapia é a compreensão das construções sociais de gênero. Homens que fazem terapia podem se tornar influenciadores positivos, encorajando outros homens a buscar acompanhamento psicoterápico. Essa rede de apoio e afeto fortalece a saúde mental masculina como um todo. Por isso, no Dia do Homem, é crucial ressaltar a importância da terapia como uma ferramenta valiosa para que os homens possam enfrentar seus desafios emocionais, desconstruir estereótipos prejudiciais e buscar um equilíbrio saudável em suas vidas. Ao reconhecer a necessidade de cuidar da saúde mental e emocional, os homens podem trilhar um caminho de transformação pessoal, contribuindo para uma sociedade mais igualitária e acolhedora.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais