Diretor do Hospital Cirurgia é preso

0

 

Diretor-financeiro e filho do Cirurgia foram presos (Fotos: Portal Infonet)

O diretor-presidente do Hospital de Cirurgia, Milton Santana, foi preso durante a Operação Metástase por posse de munição de fuzil. Também foi preso nesta manhã, 24, o filho do diretor, André Ricardo, funcionário do setor de compras da unidade, acusado de posse ilegal de arma de fogo. A assessoria de comunicação do Hospital Cirurgia informou que ambos possuem porte para uso de armas, mas estavam vencidos.

No primeiro momento não havia mandado de prisão para esta Operação, somente de busca e apreensão, mas como as irregularidades foram encontradas pelos policiais no momento da busca, eles foram presos. Ambos estão prestando depoimento na Deotap. A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública.

Ferramenta utilizada para arrombar cofre

Durante a busca e apreensão no hospital, equipes da Polícia Civil precisaram arrombar um cofre para localizar documentos.

A respeito da ação realizada pelo Ministério Público de Sergipe, juntamente com equipes DEOTAP e COE, o Hospital de Cirurgia esclarece que em relação a esta Instituição não houve nenhuma irregularidade. A condução do Diretor Presidente do Hospital, Dr. Milton Santana, para prestar depoimento, ocorreu por motivos de razão pessoal e não diz respeito a nenhum procedimento administrativo envolvendo a Instituição. O fato teve apenas ligação com sua vida privada e não enquanto Diretor.

Operação

A Operação Metástase foi deflagrada na manhã desta terça-feira, 24, pelo Ministério Público Estadual de Sergipe (MPE/SE) com apoio do Departamento de Repressão contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap) e Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil de Sergipe para apurar supostas práticas ilícitas em face do patrimônio da Fundação Beneficente Hospital de Cirurgia, em Aracaju.

Busca e apreensão ocorreu em 11 locais

Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão nos municípios de Aracaju (SE) e Nossa Senhora das Dores (SE), deferidos pelo Juízo de Direito da 2ª Vara Criminal de Aracaju. Além da sede do Hospital de Cirurgia, há mandados de busca e apreensão em mais 10 endereços empresariais e residenciais.

por Jéssica França

A matéria foi alterada às 18h15 de terça-feira para acréscimo das informações enviadas pela assessoria de comunicação do Hospital Cirurgia.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais