Entenda como a campanha de vacinação contra a gripe está funcionando

0
No primeiro momento da campanha devem ser vacinadas crianças menores de seis anos, gestantes e puerpérias (Foto: Prefeitura de Aracaju)

A 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza foi iniciada na ultima quarta-feira, 10, e segue até o dia 31 de maio. A Prefeitura Municipal de Aracaju, por meio da Secretaria da Saúde (SMS), aplica as doses para a imunização contra a gripe nas salas de vacina de 44 Unidades Básicas de Saúde (UBS).

De acordo com a coordenadora do Programa de Imunizações e de Doenças Imunopreveníveis da SMS, Ilziney Simões, o Ministério da Saúde (MS) determina que, neste primeiro momento – de 10 a 17 de abril -, só devem tomar a vacina contra a gripe as crianças maiores de seis meses e menores de seis anos (cinco anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes e as puérperas até 45 dias após o parto.

“Em virtude da ocorrência de mortes na região Norte, a nossa campanha, que estava prevista para 15 de abril, foi antecipada para o dia 10, com o propósito de imunizarmos, o quanto antes, as pessoas mais vulneráveis dos grupos prioritários. Além disso, a recomendação do MS de iniciar com crianças, gestantes e puérperas é porque, na campanha do ano passado, esses grupos foram os que menos se vacinaram, e sabemos que eles precisam se imunizar o mais rápido possível. Por exemplo, uma criança tomando hoje só estará protegida daqui a 15 dias, então, o quanto antes ficarem imunizados, melhor”, informou Ilziney.

A meta da campanha é imunizar 90% da população prioritária (Foto: Prefeitura de Aracaju)

Depois do feriado da Semana Santa, entre 22 de abril e 31 de maio, os demais públicos prioritários poderão ser vacinados em 44 unidades básicas de saúde de Aracaju e na sala de vacina do Ipesaúde. “As salas de vacina estão disponíveis das 7h30 às 16h30 porque existe todo um procedimento para acondicionar as vacinas adequadamente”, esclareceu a coordenadora.

Os demais grupos prioritários são: indivíduos com 60 anos ou mais; trabalhadores da saúde na ativa; professores de escolas públicas e privadas; povos indígenas; pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais; adolescentes entre 12 e 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. “Estes grupos privados de liberdade e os servidores do sistema prisional serão vacinados nos respectivos estabelecimentos penais”, complementou Ilziney.

Documentação

Para receber a dose da vacina é importante levar os documentos de identificação e o cartão de vacinação. “Os pacientes com comorbidades devem levar a receita médica; as puérperas devem apresentar o comprovante de nascimento da criança; os doentes crônicos, o relatório médico e os trabalhadores da saúde e professores, o comprovante de trabalho”, explica a coordenadora.

Com informações da Prefeitura de Aracaju

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais