Estado disponibiliza vacina gratuita contra Clostridiose e Brucelose

(Foto: Vieira Neto)

A vacina contra a Clostridiose de bovinos, ovinos e caprinos já está disponível para os criadores sergipanos. O Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, do Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri) e da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), tem como meta vacinar 2.500 animais de pequenos produtores, em todos os municípios. A iniciativa faz parte do programa ‘Saúde no Campo’, realizado pelo Governo do Estado, que disponibiliza as doses gratuitamente para criadores que possuam até 20 vacas e para criadores de ovinos e caprinos que possuam até 30 animais.

A Clostridiose é uma doença grave e de fácil transmissão que afeta bovinos, ovinos e caprinos, comprometendo a saúde e a produtividade do rebanho. De acordo com a veterinária da Emdagro Larissa Góes, a doença causa diversas enfermidades, tais como manqueira, tétano e enterotoxemia, com alta taxa de mortalidade. “A transmissão ocorre principalmente pelo contato com esporos contaminados, seja por ferimentos, ingestão de alimentos ou água contaminados”, observou.

A equipe de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) da Emdagro integrou a vacinação contra a Clostridiose ao programa Saúde no Campo, que já promove a vacinação contra a Brucelose em todo o estado. A coordenadora da unidade regional nas regiões do médio e alto sertão, Rita Selene, destaca que, para terem direito aos benefícios, os produtores interessados devem se dirigir ao escritório da Emdagro mais próximo para realizar a inscrição no programa. “Diferentemente da vacinação contra a Brucelose, que é feita apenas uma vez, a da Clostridiose é realizada em três etapas: após 20 a 30 dias da primeira dose é feita uma dose de reforço, e depois disso o animal precisa ser vacinado uma vez por ano”, explica.

Brucelose

O programa ‘Saúde no campo’ desenvolvido pelo Governo do Estado vacinou, no ano passado, 2.579 animais fêmeas contra a Brucelose, beneficiando 483 produtores, em 12 municípios sergipanos, atendendo à demanda do pequeno produtor rural. A vacina é pré-requisito para que o criador tenha direito a Guia de Trânsito Animal (GTA), ao programa de Inseminação Artificial por Tempo Fixo (IATF) e ao Mão Amiga Leite.

Com informações da ASN

Portal Infonet no WhatsApp
Receba no celular notícias de Sergipe
Clique no link abaixo, ou escanei o QRCODE, para ter acessos a variados conteúdos.
https://whatsapp.com/channel/0029Va6S7EtDJ6H43FcFzQ0B

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais