Felinos também podem ser acometidos por problemas cardíacos

Veterinária alerta para as principais doenças cardíacas em gatos (Foto: Freepik)

Você sabia que o mês de setembro é marcado por uma série de campanhas preventivas, dentre elas, a campanha Setembro Vermelho, para conscientização e prevenção dos problemas cardíacos em pets? A campanha visa incentivar os cuidados com o coração e trazer informações importantes sobre doenças comuns, diagnóstico e as formas de tratamento em animais de estimação.

De acordo com a veterinária Candice Garcia, especialista em medicina felina e diretora clínica da Toca dos Gatos, única exclusiva em Sergipe para felinos, a principal doença cardiovascular nos gatinhos é a cardiomiopatia hipertrófica. A doença é uma hipertrofia do músculo do coração em que o ventrículo fica sem espaço para o sangue entrar, dilatando o átrio e acumulando muito sangue, fazendo com que se formem alguns coágulos. Segundo ela, os principais sinais de doença cardíaca são: dificuldade respiratória, cansaço, apatia, emagrecimento ou paralisia de membros.

“Esses coágulos, que chamamos de trombos, podem ir para a circulação geral através da artéria aorta. Essa artéria é de um calibre grande. Quando esse coágulo chega num vaso de calibre menor, ele interrompe a circulação. Isso normalmente acontece nos vasos que vão fazer a circulação para os membros posteriores. Então, interrompendo essa circulação, pode interromper só de um membro ou pode interromper dos dois membros. E qual é o sinal disso? Normalmente o gato dá um grito ou ele não consegue mais caminhar com um dos membros posteriores ou com os dois membros posteriores. Isso é algo que você tem que se dirigir rapidamente para o veterinário”, alertou a especialista.

Candice Garcia destaca que este é um caso de emergência, pois em muitos casos, a circulação sanguínea não pode ser reestabelecida, precisando amputar o membro paralisado.  “É algo muito chocante para o tutor e, é por isso, que a prevenção é importante, pois geralmente essas doenças cardíacas são genéticas, além de serem doenças silenciosas, sem sintomas prévios aparentes”, afirmou.

Prevenção

Por serem doenças silenciosas, é fundamental realizar o diagnóstico precoce para fazer o tratamento adequado. A especialista recomenda que os tutores realizem exames periódicos, exames cardiológicos, para fazer um eletrocardiograma e, principalmente, um ecocardiograma, que é um ultrassom específico do coração, além de investigar o histórico familiar do seu pet.

“A prevenção é fundamental para realizar o tratamento adequado, sobretudo para melhorar a função do coração e melhorar a qualidade de vida dos felinos Por isso, é importante fazer avaliação cardíaca nos animais de estimação, sempre buscando clínicas e profissionais especializados em cardiologia”, concluiu Candice Garcia.

Toca dos Gatos

Única clínica exclusiva para felinos em Sergipe, a Clínica Toca dos Gatos tem funcionamento especial: de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h, e aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 20h. Fundada e capitaneada pela veterinária Candice Garcia, a clínica fica na Avenida Acrísio Cruz, nº 90, bairro Salgado Filho, em Aracaju, e também oferta o serviço de internamento e possui laboratório próprio, sendo referência na medicina felina no estado.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais