Governo realizará seminário ‘Adolescência e Gravidez’ dia 18

0
Objetivo é levar informação sobre a gravidez não planejada durante a adolescência (Foto: SES)

Em alusão à Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência, o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), realizará na manhã da próxima terça-feira, 18, no auditório da Faculdade Estácio de Sergipe, às 8h30, o Seminário ‘Adolescência e Gravidez’. O evento será destinado aos profissionais das áreas da Saúde, Educação e aos alunos líderes de movimentos estudantis dos 75 municípios.

O seminário é uma iniciativa da Diretoria de Atenção Integral à Saúde (DAIS/SES), através da Área Técnica de Saúde do Adolescente, em parceria com Fundação Estadual de Saúde (Funesa)  e a Secretaria de Estado da Educação do Esporte e da Cultura (SEDUC). E tem como objetivo levar informação sobre a gravidez não planejada durante a adolescência, e assim, empoderar os profissionais a respeito do tema, visando orientar os adolescentes sobre a prevenção.

A referência técnica da Saúde do Adolescente e do Jovem, da SES, Luciana Boaventura, ressalta a importância e necessidade da realização do Seminário, levando em consideração as consequências geradas com a gravidez não planejada durante a adolescência.

“A gravidez na adolescência não planejada pode trazer para o adolescente consequências negativas  para a vida. Nessa fase este adolescente vivencia mudanças físicas, biológicas e emocionais, e está em momentos de descobertas importantes. Nessa fase da vida, a gravidez é considerada de risco, principalmente, em menores de 15 anos, por uma série de fatores.  Além disso, é importante considerar a estrutura econômica e financeira de cada um, já que, para muitos adolescentes, neste momento da vida, ainda não há uma independência financeira, como também as características psicológica e emocional estão variando em busca de identidade. O Seminário contribuirá  com informações qualificadas, através de palestras com conteúdo pertinente e de muita relevância, para que possamos instrumentalizar o público a transmitir as informações entre os adolescentes e jovens”, enfatiza a referência técnica.

Fonte: ASN

Comentários