Governo vai começar a desmontar leitos exclusivos da Covid-19

0

Com mais de 100 leitos de UTI exclusivos da Covid-19 sem uso, em razão da desaceleração do cenário pandêmico, em Sergipe, o governador Belivaldo Chagas (PSD) anunciou, em coletiva nesta quinta-feira, 27, que a partir de setembro o estado vai começar a desmontar algumas unidades e encerrar contratos com hospitais particulares. A pretensão do Governo é que esses recursos voltem a dar amparo aos pacientes que aguardam por cirurgias eletiva – situação que ficou paralisada com a pandemia.

Belivaldo afirmou que dos 209 leitos ofertados exclusivamente para pacientes da Covid-19, na rede pública, mais de 100 estão sem uso. Ele explicou que aos poucos vai começar a encerrar os contratos com hospitais particulares, cuja finalidade era a prestação de serviços e oferta de leitos para pacientes da rede pública – e agora já não se mostra necessário, na ótica do Governo.

De forma consoante, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) fará uma análise dos leitos da própria rede para definir suas novas alocações.“Vamos avaliar nossa rede, dentro do que a gente precisa, e aí a gente começa a desmontar alguns leitos para o funcionamento normal de cirurgia eletivas e deixando uma parte reservada para Covid-19”, justificou o governador, durante a coletiva de imprensa.

Belivaldo alertou, no entanto, que esse cronograma pode ser alterado caso as internações voltem a crescer. O governador colocou como essencial nesse momento de descenso dos números da pandemia, a compreensão dos sergipanos em adotar os cuidados necessários para evitar o contágio do vírus, e assim possam contribuir com a redução da ‘enorme’ fila de cirurgias eletivas que aguardam para serem realizadas.

Por Ícaro Novaes

Comentários