Hospital do Câncer: Estado rescinde contrato com empresa

0
Maquete mostra Hospital do Câncer pronto (Foto: ASN)

O Governo do Estado rescindiu nesta quarta-feira, 18, o contrato com o consórcio responsável pela execução das obras do Hospital do Câncer. O termo de rescisão unilateral foi publicado no Diário Oficial do Estado.

O consórcio Honcose, que é formado pelas empresas Pórtico e WVG Construções, venceu a licitação para a construção do Hospital do Câncer Governador Marcelo Déda,  porém, conforme anunciado pelo Governo do Estado em outubro do ano passado, não desempenhou os trabalhos no tempo acordado.

No termo de rescisão, o Governo do Estado diz que a demora injustificada na execução da prestação contratual, constitui-se motivo para a rescisão do contrato e que a lentidão levou à Administração Pública a comprovar a impossibilidade de conclusão da obra nos prazos estipulados.

A SES informou que além do atraso na obra, a empresa também não vinha cumprindo com algumas obrigações contratuais, e que diante disso, a Procuradoria Geral do Estado se manifestou pela rescisão do contrato e realização de nova licitação para definição da empresa que fará as obras do hospital. Ainda não há informações sobre a data da nova licitação. Até lá, as obras ficarão paralisadas.

A construtora venceu a licitação para construir o Hospital Especializado em Câncer em um prazo de 36 meses pelo custo de R$ 62,7 milhões. A ordem de serviço foi dada em fevereiro de 2017.  O projeto prevê unidades de emergência, de fisioterapia, ambulatorial e laboratorial, centro de tecnologia para transplante de medula, dois aceleradores lineares, dois bunkers e radioterapia, braquiterapia, ressonância magnética, unidades de cintilografia e mamografia, tomógrafo e radiografia. Além de 170 leitos, sendo 120 leitos adultos, 30 infantis e mais 20 de UTI (10 adultos e 10 pediátricos).

Comentários