Hospital São José interrompe atendimentos após falta de repasses

0
Segundo a direção do hospital, os valores que estão em atraso chega aproximadamente  R$ 4,6 milhões.(Foto: arquivo/ Portal Infonet)

O diretor administrativo do Hospital São José, Fúlvio Leite, informou nesta segunda-feira, 17, que alguns atendimentos da unidade hospitalar foram interrompidos em virtude da falta de repasses. São eles: serviços auditivos (próteses e implantes), além de leitos de UTI e enfermaria para pacientes com a covid-19 ou não.

Fúlvio explica que o Hospital São José é uma entidade filantrópica, sem fins lucrativos, e por isso, precisa contar com o repasse dos diferentes entes federativos. “Nós recebemos repasses do Governo Federal, Governo de Sergipe e do município de Aracaju. Desde dezembro do ano passado que esses valores não estão sendo pagos”, destaca o diretor administrativo.

Ela destaca que, ao todo, os valores que estão em atraso chega aproximadamente a quase R$ 4,6 milhões. “Nós temos em aberto cerca de R$ 3,4 milhões por parte do Governo de Sergipe, quase R$ 1 milhão da Prefeitura de Aracaju e mais R$ 200 mil do Governo Federal”, destaca. “Só com os salários dos médicos, o nosso débito chega a R$ 700 mil”, destaca.

Fúlvio esclarece que, nesse momento, o Hospital não tem condições que receber pacientes para os serviços auditivos, como próteses e implantes, tampouco receber pacientes para leitos de enfermaria e UTI (Covid-19 ou não), porque não há condições financeiras para a compra de insumos. “Em virtude dessa situação, nós preferimos segurar o atendimento para esse público. Mas lembramos que os pacientes que já estão internados não serão prejudicados”, destaca.

Por fim, Fúlvio disse que os serviços de urgência e emergência para o atendimento particular segue normalmente, além dos serviços de saúde mental e laboratoriais.

PMA

A Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), informa que é responsável pelo gerenciamento de contratos com o hospital São José, os quais incluem financiamentos municipais, estaduais e federais. “O valor em aberto de competência do município de Aracaju é cerca de R$ 269.317 e corresponde a notas emitidas este ano. Duas delas, datadas de 12 de maio, reemitidas por falha do Hospital São José, ou seja, as notas se encontram em prazo regular de pagamento”, informa.

Ainda de acordo a gestão municipal, esta semana foi efetuado o pagamento de R$ 268.310,51, referente a notas de competência do Município datadas de 25 de fevereiro (valor de R$ 32.601,83) e 24 de março, nos valores de R$ 122.209,80 e R$113.498,88. “O município informa também que possui pendência com o São José decorrente do atraso no repasse de R$ 2.859.556,04 milhões do governo do Estado”.

A Secretaria Municipal da Saúde ressalta que administra contratos com o Hospital São José para serviços como psiquiatria, saúde auditiva, cirurgias gerais entre outros; contrato de enfermaria de leito covid-19 e contrato de UTI covid-19, os quais abrangem diversas fontes pagadoras.

“A gestão municipal preza pelo diálogo com os prestadores de serviços e reafirma o compromisso com a assistência à saúde da população aracajuana”, salienta a administração municipal.

SES

O Portal Infonet entrou em contato com a Secretaria de Estado da Saúde. Mas até o fechamento desta matéria, não obteve resposta. Estamos à disposição através do e-mail jornalismo@infonet.com.br. 

Por João Paulo Schneider

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais