Hospital São José pode suspender atendimento por falta de recursos 

0
Hospital pode suspender atendimento por falta de insumos (Foto: Google Maps)

Novamente o Hospital São José ameaça suspender o atendimento para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) por falta de insumos. O Hospital está sem receber os repasses financeiros por parte do Estado de Sergipe e do município de Aracaju. A dívida nesta terça-feira, 11, é de R$ 3,3 milhões. 

Essa não é a primeira vez que a unidade de saúde ameaça suspender o atendimento por falta de dinheiro. O diretor administrativo do Hospital São José, Fúlvio Leite, explica que unidade é filantrópica, presta serviço para o SUS e não tem outra fonte de renda. 

“Hoje a dívida é de R$ 3.397.000,000 milhões. No final da semana, essa dívida vai chegar a mais de R$ 5 milhões porque estamos no início do mês e é nesse período que lançamos as notas fiscais pela prestação de serviço. Não temos outra fonte de renda, somos um hospital pequeno e estamos enfrentando muitas dificuldades para manter o serviço”, afirma. 

Fúlvio conta que do total da dívida, R$ 2,8 milhões correspondem aos valores que devem ser repassados pelo Governo do Sergipe e R$ 1,5 milhão é dívida da UTI Covid-19. “Os médicos estão sem receber desde março, não conseguimos pagar os salários deles. Estamos ficando sem insumos, inclusive para os pacientes da UTI Covid, porque estamos devendo aos fornecedores. Se não recebermos os repasses o quando antes, não vamos mais ter como receber novos pacientes e não sabemos até quando vamos manter os pacientes que já estão aqui”, adverte. 

O serviço de saúde auditiva ofertado pelo Hospital São José já está suspenso por falta de pagamento aos fornecedores. Fúlvio conta que não entende o motivo de tanta demora para que os entes façam os repasses. 

“Como recebemos repasses do Estado, Município e União, a justificativa é que estão fazendo o encontro de contas, mas é muito tempo para fazer isso. Temos notas fiscais emitidas e auditadas de dezembro do ano passado. Somos um hospital pequeno e vivemos desse recurso. A dívida do município, que também nos repassa o valor da União, é hoje de R$ 537.627,00. Na verdade os recursos vêm dos três entes, mas nosso contrato é com o município. Então, ele é que tem que fazer frente junto ao Estado”, aponta.  

SMS 

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) enviou nota informando que é responsável pelo gerenciamento de contratos com o hospital São José, os quais incluem financiamentos municipais, estaduais e federais.  

De acordo com a SMS, o valor em aberto de competência do município de Aracaju é de R$ 537.627,75, sendo que algumas dessas notas se encontram em prazo regular de pagamento e as demais em processo de efetivação de pagamento. O Município informa também que possui pendência com o São José decorrente do atraso no repasse de R$ 2.859.556,04 milhões do governo do Estado.  

A SMS explica que administra contratos com o hospital São José para serviços como psiquiatria, saúde auditiva, cirurgias gerais entre outros; contrato de enfermaria de leito covid-19 e contrato de UTI covid-19, os quais abrangem diversas fontes pagadoras. Por fim, a SMS diz que a gestão municipal preza pelo diálogo com os prestadores de serviços e reafirma o compromisso com a assistência à saúde da população aracajuana. 

SES 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que será feito um encontro de contas com a prefeitura de Aracaju para apurar os débitos apresentados pelo Hospital São José.

Por Karla Pinheiro

  

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais