Huse encaminha nota sobre morte de adolescente

0
(Foto: Arquivo Portal Infonet)

O Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) informa que, apesar de toda assistência prestada à paciente Maiadne Lima de Jesus, 17 anos, a mesma evoluiu com morte encefálica. A jovem deu entrada na unidade ao 12h54 do dia 22 de dezembro pela área vermelha do pronto socorro do Huse. Ela, já havia passado pela Unidade de Pronto Atendimento da Zona Norte, quando se queixava de dores abdominais há três dias.

Assim que chegou ao hospital, Maiadne  fez um ultrassonagrafia que detectou um quadro de apendicite grave sendo encaminhada para cirurgia de urgência. Às 15h do mesmo dia, foi operada, sendo detectada uma apendicite já supurada, com peritonite aguda, ou seja, pus em cavidade abdominal. “O caso dela era muito grave. Por isso, após a cirurgia, ficou em leito crítico assistida por médico 24 horas”, explica Lycia Diniz, superintendente do Huse.

O quadro se manteve estável. No entanto, na madrugada do dia 25 de dezembro, a jovem apresentou piora clínica. Por isso, às 4h da manhã, o médico solicitou transferência para um leito de UTI. A Unidade de Terapia Intensiva preparou o leito e, às 17h30 do dia 25, ela já seguia com os cuidados da terapia intensiva.

“Apesar de jovem e todos os cuidados ofertados, Maiadne não apresentava melhora no quadro. Ao contrário, o estado de saúde dela só se agravava”, reiterou a diretora operacional da FHS Luciana Prudente, que acompanhou pessoalmente o caso. A paciente apresentou pneumonia, derrame pleural, insuficiência renal aguda necessitando de diálise e, por fim, isquemia cerebral. Na terça-feira,30, foi diagnosticada a morte encefálica da paciente.

A direção da Fundação Hospitalar de Saúde e do Huse se solidarizam pela morte da jovem e lamentam a dor da família, ao tempo que afirmam estarem abertos a qualquer esclarecimento.

Fonte: Secom

Comentários