Influenza: vacinação via drive-thru acontecerá nesta quarta e quinta

0
A campanha de vacinação foi prorrogada até o dia 30 de junho (Foto: Reprodução/SMS)

Com o intuito de aumentar a cobertura vacinal para alguns grupos vulneráveis, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) voltou a optar pela vacinação em drive-thru em alguns centros de compras da capital. A partir desta quarta-feira, 17, às 08h, a SMS irá realizar uma ação de imunização no Aracaju Parque Shopping, no bairro industrial, e na quinta-feira, 18, no mesmo horário, será a vez do Shopping Riomar, no bairro Coroa do Meio, abrigar o evento. A vacinação terá como público-alvo crianças com idade entre 2 e menores de 6 anos, gestantes e puérperas (mulheres que deram à luz há pouco tempo).

Coordenadora de Imunização da SMS, Ilziney Simões (Foto: Portal Infonet)

Segundo a coordenadora de Imunização da SMS, Ilziney Simões, a campanha de vacinação foi prorrogada até o dia 30 de junho justamente para aumentar a cobertura de imunização desses grupos vulneráveis. “Embora Aracaju esteja com a cobertura vacinal em torno de 84% – e a meta é chegar a 90% – quando vai se analisar os dados por grupos prioritários se percebe que esses grupos prioritários [crianças com idade entre 2 e menores de 6 anos, gestantes e puérperas] estão abaixo de 50%. Isso é preocupante”, destaca Ilziney.

Diante deste cenário, o prolongamento da campanha contra a Influenza busca aumentar a cobertura de imunização desses grupos através de algumas ações, a exemplo da vacinação em drive-thru. “Por isso que nós estaremos amanhã e quinta nesses dois shoppings para tentar aumentar a cobertura vacinal desses grupos específicos”, salienta a coordenadora.

Já os outros grupos prioritários, como idosos, trabalhadores da saúde, doentes crônicos, dentre outros, poderão comparecer a uma Unidade Básica de Saúde (UBS) até o dia 30 de junho para serem imunizados. “Para ser imunizado contra Influenza é só levar o cartão de vacinação, documento de identificação, e um comprovante que a pessoa pertence àquele grupo de risco”, pontua Ilziney.

por João Paulo Schneider 

Comentários