Maternidade de Capela ainda corre o risco de fechar

0
Médico disse que realizou 50 partos em abril, o que falta são profissionais (Fotos: Portal Infonet)

Deputado Estadual Moritos Matos disse que governo autorizou prefeitos a apresentarem propostas

O Centro Obstétrico Leonor Barreto Franco, no Município de Capela, ainda enfrenta dificuldades para fechar as escalas de plantões dos médicos obstetras e pediatras e permanece com risco de fechar as portas.

"A maioria dos profissinais prefere trabalhar em Aracaju por causa do pagamento que é maior. Então estamos enfrentando uma dificuldade de contratar profissionais. Esse tem sido o grande problema", informa o obstetra Marcelo Oliveira.

No mês de maio, o governo do Estado chegou a anunciar que a maternidade seria fechada em julho devido ao baixo número de partos realizados no local.

"Claro que sem obstetras e pediatras não tem como nascer mais crianças na maternidade", disse o deputado estadual Moritos Matos, que esteve presente ontem, 21, em uma reunião realizada em Capela com o governador Jackson Barreto, prefeitos e vereadores da região do Baixo São Francisco.

Segundo ele, uma comissão foi formada com o intuito de tentar evitar o fechamento da Maternidade em questão. "Sabemos da crise que o governo está passando, são quase R$ 1 milhão que se gasta com a unidade, mas, o governo autorizou os prefeitos a apresentarem uma proposta para que a maternidade volte a funcionar", disse o parlamentar.

Marcelo Oliveira disse que mesmo com dificuldades para o fechamento dos plantões médicos, existe demanda na maternidade.

"Somente eu fiz 40 partos no mês de abril e 50 em maio. Então existe demanda, sim, o problema é que não existe profissionais. E esse problema não é só aqui, é em toda rede do SUS", afirmou. 

Por Moema Lopes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais