Medicamentos contra o câncer ainda não foram entregues ao Huse

0
Pacientes oncológicos continuam aguardando medicamento (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Medicamentos essenciais no tratamento de pacientes com câncer ainda não foram entregues pelas distribuidoras à Secretaria Estadual de Saúde (SES) para abastecimento no Hospital de Urgências de Sergipe (Huse).

Parte dos atendimentos aos pacientes está sem acontecer, portanto, desde o mês de dezembro do ano passado. Os medicamentos fora do estoque são ‘Aromansin’, ‘Carboplatina’ e VP-16.

Sheyla Galba, presidente da ONG ‘Mulheres de Peito’, lamentou a ausência dos medicamentos e destacou que isso agrava o quadro de saúde já frágil dos pacientes. “Carboplatina e VP-16 são injetáveis, a dose acontece em média a cada 20 dias. O Aromansin é diário, então as pessoas estão com tratamento interrompido desde o dia 5 de dezembro”.

Segundo ela, diversas mulheres que se utilizam do tratamento para sobreviver já apresentam problemas de saúde. “Estão desesperadas, o médico não pode alterar o remédio. Algumas já estão com febre, dores de cabeça, fraqueza… Pode ser psicológico ou efeito colateral da falta do medicamento”, refletiu Sheyla.

A assessoria de Imprensa da SES comentou que está em contato com as empresas para obter um novo prazo para a entrega dos remédios e, consequentemente, retomar o tratamento.

Por Victor Siqueira

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais