Médico Almir Santana destaca os 39 anos de luta e avanços da Aids

0
Almir Santana diz que há avanços durante os 39 anos de luta da doença (Foto: SES)

Esta sexta-feira, dia 5 de junho, é a data alusiva aos 39 anos da descoberta da Aids no mundo. De acordo com o  médico sanitarista Almir Santana, gerente do Programa de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST/Aids) da Secretaria de Estado da Saúde (SES), nos 39 anos da descoberta da AIDS, existem vitórias e desafios na luta contra a doença.

“O primeiro avanço foi a diminuição do preconceito que ainda existe, mas é menor. Outro ponto é o sucesso no tratamento, pois o Brasil saiu na frente quando criou a lei obrigando o governo a fazer a entrega do medicamento antirretroviral para tratar as pessoas. Outro avanço importante foi a redução da letalidade por conta da Aids e uma melhor qualidade de vida para as pessoas com a doença”, informa.

Com as novas tecnologias, Dr Almir Santana destaca ainda o tratamento antirretroviral como medida de prevenção combinada, sendo a Profilaxia Pós Exposição ao HIV (PEP) que é o uso de medicamentos diante de uma situação de risco e a Profilaxia Pré -Exposição ao HIV (PrEP), que consiste no uso diário de medicamento antirretroviral para evitar a infecção pelo vírus.

Casos em Sergipe

De acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), a faixa etária mais atingida é de 20 a 34 anos e de 35 a 49 anos. De 1987 a 2020 foram notificados 5.281 casos de Aids no Estado. Foram 141 crianças, menores de 13 anos, que nasceram com o HIV entre 1987 até este ano.

por Aisla Vasconcelos

Comentários