Médico pede cuidados redobrados entre pessoas com HIV/Aids

0
Isolamento deve ser cumprido com rigor entre pessoas com HIV e Aids (Foto: Pixabay)

Os mais suscetíveis ao vírus Covid-19, que atinge países em escala mundial, são idosos e pessoas com doenças crônicas, principalmente. Dentro desse grupo, estão as pessoas com HIV e Aids. Com o sistema imunológico mais vulnerável, pessoas desse grupo devem seguir as recomendações das autoridades de saúde com rigor, aponta médico Almir Santana.

O profissional explica que o alerta se estende não só para as pessoas com HIV/Aids, mas para as pessoas que estão envolvidas com suas rotina. “Eu divido em duas grandes recomendações: a primeira é para os familiares dessa pessoa com HIV. Evitem sair de casa, assim vocês estão diminuindo a exposição dessa familiar ao coronavírus.

Médico Almir Santana explica os cuidados ao paciente

E a segunda recomendação é para as pessoas com esse tipo de comorbidade. Não saiam, evite contatos, se proteja”, indica Almir.

Almir explica que o Governo já adotou medidas importantes para essas pessoas, como a liberação de medicamentos suficientes para 90 dias. “Dessa forma você evita aglomerações nos ambulatórios especializados para pacientes com HIV e Aids. Assim como também é importante a suspensão das atividades em casas de apoio a essas pessoas”, pontuou.

Almir lembrou que a vulnerabilidade é ainda maior entre idosos com HIV e Aids. Segundo ele, Sergipe tem, hoje, 170 idosos com Aids, e 73 com HIV. “Dentro desse grupo, então, os cuidados são redobrados. É preciso muito cuidado entre as pessoas e os seus familiares”, alerta.

Por Ícaro Novaes

Comentários