Médicos de Aracaju farão “Funeral de Saúde”

0
Médicos fizeram assembleia nesta quinta-feira, 25 (Foto: divulgação)

Os médicos que atuam nos postos de saúde de Aracaju farão, no dia 1º de novembro, em alusão ao Dia de Finados, o “Funeral da Saúde”. O objetivo do ato é chamar a atenção da Prefeitura de Aracaju para as reivindicações da categoria que está em greve há aproximadamente 100 dias.

O ato será realizado a partir das 7h, no Calçadão da 13 de Julho. À tarde, os médicos farão uma nova assembleia para decidir se mantém a greve ou retomam os trabalhos.

O Sindicato dos Médicos do Estado de Sergipe (Sindimed) alega que a Prefeitura de Aracaju, especialmente os gestores da Fazenda, Planejamento e Saúde, não dialogam com a categoria. Os médicos também estão insatisfeitos porque apesar da greve ter sido considerada pela Justiça como legal, os salários dos grevistas estão cortados.

Os médicos de Aracaju querem para esse ano o reajuste salarial de 2,94% e a criação, em 2019, da Tabela Única dos Médicos, alternativa para equilibrar os salários dos médicos com mesma função, mas cargas horárias diferentes (20h, 24h ou 40h).

O Prefeito Edvaldo Nogueira já havia se pronunciado durante live com internautas. Ele explicou que a gestão não pode conceder o pedido de reajuste salarial, no momento, para não comprometer a estabilidade financeira do município. O gestor disse também que a PMA  se mantém aberta ao diálogo com os profissionais, como sempre tem feito, mas que não seria justo conceder aumento apenas para uma categoria.

por Verlane Estácio

Comentários