Melasma: dermatologista dá dicas de prevenção e tratamento

0
Dermatologista explica que a doença pode ser tratada com cremes e protetor solar (Foto: Arquivo pessoal)

A chegada do verão acende o alerta o reforço em relação aos cuidados com pele. A situação é ainda mais delicada quando o assunto são as manchinhas no rosto e o melasma, aquelas manchas escura no rosto, que acometem principalmente as mulheres.

A dermatologista Jonnia Sherlock, explica que o melasma é reconhecido como doença crônica e pode se manifestar de formas variadas. “O melasma é reconhecido como doença e a gente classifica como doença crônica. A doença não tem cura e a forma de apresentação é geralmente por meio de manchas amarronzadas e em áreas expostas ao sol. O mais comum é aparecer manchas no rosto. Mas a gente pode ver em casos mais raros fora do rosto e em outras áreas do corpo expostas ao sol”, explica a dermatologista.

Apesar de não ter cura, o melasma tem tratamento, que segundo a dermatologista deve se dar de forma contínua. “O tratamento deve ser contínuo. A gente orienta a utilização de medidas que incluem tipos específicos de protetor solar ou utilização de medicações, em forma de creme e, em alguns casos, na forma de comprimido também”, diz Jonnia. Os cremes tem substâncias clareadoras e junto com o protetor solar caracterizam-se como a principal forma de tratamento. Há ainda outros procedimentos, como tratamentos a laser.

A doença é mais observada em mulheres, inclusive gestantes e pode ser desenvolvida a qualquer momento por conta das alterações hormonais. Existem formas de prevenção, porém a eficácia não é totalmente garantida. “É difícil trazer uma prevenção 100%, pois a doença pode se desenvolver a qualquer momento. A principal medida de proteção seria a utilização do protetor solar, mas como não conseguimos fazer essa medida sempre 100%, acaba sendo falha a prevenção por melasma”, completa a dermatologista.

Por Milton Filho e Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais