MPF solicita informações sobre oferta de oxigênio nos hospitais de SE

0
Ofício foi enviado às empresas fornecedoras do insumo para equipamentos de saúde das redes pública e particular localizados no estado. (Foto: Pixabay)

O Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) solicitou, nesta terça-feira, 19, informações sobre a atual demanda de oxigênio hospitalar recebida pelas empresas White Martins Gases Industriais do Nordeste, CR Oxigênio e Air Liquide S. A, fornecedoras do insumo para equipamentos de saúde das redes pública e particular localizados no Estado.

O MPF requisitou às empresas dados separados por hospitais e unidades públicas e privadas, além de informações sobre a capacidade de ampliação da oferta, para a garantia do abastecimento das unidades de saúde (públicas e privadas) no Estado de Sergipe, em caso de súbito aumento de consumo de O2 em razão da pandemia.

O objetivo do MPF é identificar se há risco concreto de falta de gás oxigênio para suprir as ações e os serviços de assistência à saúde na rede de saúde (pública e privada) do Estado de Sergipe no cenário da pandemia, num eventual quadro de aumento acentuado das internações, ou que o Poder Público e as empresas fornecedoras realizem imediata avaliação desse risco.

O MPF também solicitou às empresas fornecedoras esclarecimentos sobre a demanda recebida no pico da pandemia COVID-19 (entre abril e agosto de 2020) e informações sobre a possibilidade de aumento do fornecimento para a garantia de abastecimento das unidades de saúde (públicas e privadas). As empresas fornecedoras foram questionadas se conseguiriam atender eventual necessidade de suprimento emergencial de um valor 3 vezes maior do que o uso médio observado no período de pico da pandemia.

Também foram enviados ofícios à Secretaria de Estado da Saúde e à Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju solicitando informações sobre demanda por oxigênio nas unidades de saúde da rede pública. O prazo para resposta é de cinco dias.

Outro lado

A assessoria de comunicação da SES informou que já foi notificado da decisão e que está dentro do prazo para responder o que foi solicitado.

A Secretaria Municipal da Saúde informa que foi notificada no final da manhã desta quarta-feira (20) pelo Ministério Público Federal para envio de informações sobre demanda por oxigênio nas unidades de saúde da rede municipal e que enviará os dados solicitados dentro do prazo determinado.
A SMS também informa que não há indícios de problemas no fornecimento de oxigênio para as unidades da rede.

O Portal Infonet entrou em contato com a White Martins Gases Industriais do Nordeste via telefone. Um dos funcionários informou que iria apurar as informações para em seguida comunicar a posição da empresa. Mas depois de um longo período de espera, não obtivemos mais contato. O Portal permanece à disposição através do e-mail: jornalismo@infonet.com.br.

O Portal Infonet  não conseguiu contato com a CR Oxigênio. O Portal permanece à disposição através do e-mail: jornalismo@infonet.com.br.

O Portal Infonet não conseguiu o contato da Air Liquide S. A, mas permanece à disposição através do e-mail: jornalismo@infonet.com.br

Fonte: MPF/SE

*A matéria foi alterada às 14h22 do dia 20/01 para acréscimo de nota da SMS
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais