Palestra orienta sobre posição correta para amamentação

0
Maternidade Nossa Senhora de Lourdes investiga causa da morte do bebê (Foto: Arquivo/SES)

Manejo Clínico da Amamentação. Esse foi o tema da palestra realizada no auditório da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), nesta terça-feira, 6.

As falas foram ministradas pelas fonoaudiólogas da Ala Azul da instituição, Yannine Nery Nascimento e Mayza Pereira Santos, profissionais capacitadas para orientar as pacientes no posicionamento do bebê e na pega adequada do seio materno. Participaram do evento gestantes e acompanhantes da unidade.
Fonoaudióloga Yannine Nery Nascimento(Foto: SES)

Yannine salientou que a mãe pode escolher a posição mais confortável para quando for segurar o bebê. “É preciso observar as posições que o bebê pode ficar. A tradicional, a cavalinho (o bebê em pé) e a posição invertida. Sempre orientamos que a criança fique em contato com o corpo da mãe, que chamamos de barriga com barriga. É importante que durante a mamada haja essa conexão entre a pele do bebê e a da mãe”, observou a fonoaudióloga. Ela ressaltou que as posições vão depender da escolha da mãe. “É importante que os dois se sintam confortáveis e que a cabeça e a coluna da criança estejam alinhadas”, ensinou Yannine.

Já Mayza disse que a palestra foi voltada para as  mães, gestantes e acompanhantes. “A campanha do aleitamento materno do Ministério da Saúde desse ano é o empoderamento dos pais, das famílias, da rede de apoio. “Porque amamentar não se refere só à mãe, mas a toda a família que a estimula. “Com esse apoio ela produz mais leite”, atentou Mayza, reforçando que o leite materno é o alimento mais completo que existe no mundo e reduz o risco de infecções.
Clarissa Santana Costa teve sua bebê no dia três de agosto e deu entrada na unidade por conta da pressão alta. Ela comentou que a ajuda do fonoaudiólogo é muito importante, já que esses profissionais apoiam e orientam. “A profissional ensinou como colocar o bebê para arrotar, a pega adequada do peito para não feri-lo, o tempo das mamadas nos dois peitos, tornando o aleitamento eficaz”, disse Clarissa.
Fonte: SES
Comentários