PMA segue monitorando mulher vinda do Reino Unido e seus contatantes

0
O Programa Aracaju pela Vida retornou à residência para coletar amostras através do teste RT-PCR de outras duas pessoas (Foto: Marcelle Cristinne)

A Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), continua monitorando a pessoa que desembarcou na capital vinda do Reino Unido. E nesta quinta-feira, 10, além das cinco pessoas já testadas, o Programa Aracaju pela Vida retornou à residência para coletar amostras através do teste RT-PCR de outras duas pessoas.

Segundo a PMA, mesmo estando assintomáticos, todos que tiveram contato com a passageira foram orientados a permanecer em isolamento domiciliar e serão monitorados diariamente pelo serviço MonitorAju. A jovem aracajuana embarcou dia 5 de junho em voo saindo do Reino Unido, local com mais de mil casos confirmados da variante, com conexão em Madri e em Guarulhos, São Paulo.

Diante da suspeita, visto que o Reino Unido é um país com casos da variante Delta do Sars-Cov-2, conhecida como variante indiana, a SMS solicitou urgência na análise das amostras e entrega dos resultados dos testes.

Medidas sanitárias
A Secretaria Municipal da Saúde está finalizando estratégias que dificultem a entrada da nova variante de preocupação em Aracaju. Entre as primeiras ações estão o aumento da fiscalização no aeroporto e na rodoviária, e ampliação da testagem nesses locais de acesso à cidade.

Programa Aracaju pela Vida
Funcionando há cerca de um ano, o Aracaju pela Vida tem como objetivo assegurar o atendimento em domicílio para casos de covid-19, como forma de otimizar o fluxo dos equipamentos de saúde do município de Aracaju.

A partir dos usuários atendidos pelo MonitorAju, o programa realiza visitas domiciliares desses pacientes com risco de agravamento da doença, a exemplo de idosos ou pessoas com comorbidades, ou ainda de casos suspeitos.

“Temos essa atuação dentro do atendimento covid, incluindo a vacinação dos acamados. E sempre que a Vigilância Epidemiológica precisa de um suporte em casos suspeitos, como o dessa passageira que foi testada e passou a ser monitorada, também atuamos”, declarou a coordenadora do programa, Sindaya Belford.

Até a segunda-feira (7), foram realizados 4.515 atendimentos, 335 testes rápidos, 1.147 testes RT-PCR, 31 pessoas necessitaram ser encaminhadas para internamento e 650 acamados foram vacinados.

O programa conta com oito equipes multiprofissionais, que inclui médico, enfermeiro e agente de saúde local. As equipes realizam as visitas de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h, no mesmo expediente das Unidades Básicas de Saúde.

Com informações da SMS

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais