Prefeitura deve regularizar atendimento no Hospital de Laranjeiras

0
O vereador José Carlos Sizino Franco usou a tribuna e parabenizou o promotor pela atuação (Foto: TDantas Comunicação/Ascom CML)

Vereadores do município de Laranjeiras voltaram a discutir a situação do Hospital São João de Deus, em Laranjeiras, que segundo os parlamentares, ainda não está funcionando plenamente por conta da insuficiência de repasse de recursos por parte da Prefeitura.

O vereador José Carlos Sizino Franco usou a tribuna e parabenizou o promotor Lúcio José Cardoso Barreto Lima pela atuação e empenho em resolver este problema tão grave.

“Agora, com a intermediação do Ministério Público Estadual, sei que este impasse vai ser resolvido. O promotor convocou os vereadores, Conselho Municipal de Saúde e representantes da gestão pública e da Associação Hospitalar para resolver este problema, que vem prejudicando a população por falta de atendimento e material na unidade de saúde. Alguns prazos e adequações na estrutura física do prédio foram estabelecidos e o município será obrigado a cumprí-los”, disse o vereador José Carlos.

Ainda de acordo com o vereador José Carlos Sizino Franco, o promotor deu um prazo de 10 dias para a criação da Comissão Especial de Avaliação, prevista na cláusula quarta do Contrato de Cogestão. Outro questionamento foi a escala de médicos, que também não vem sendo cumprida. A solução deve ser apresentada ao MPE até a próxima segunda-feira, 25.

As adequações na estrutura física também devem ser realizadas com o serviço de Pronto Atendimento (Urgência/Emergência) implementado na frente da unidade e o Serviço Ambulatorial na parte de trás. “Atualmente, a logística é ao contrário. Por isso, a promotoria estabeleceu um prazo de 30 dias para que a Associação que administra o hospital apresente um cronograma de execução das obras de adequação”, ressaltou José Carlos.

O Portal Infonet entrou em contato com a assessoria de comunicação do município de Laranjeiras, mas não obtivemos êxito. O Portal permanece à disposição do município, caso queira se manifestar através do telefone (79) 2106-8000 ou pelo e-mail: jornalismo@infonet.com.br

Com informações de TDantas Comunicação/ASCOM CML

 

Comentários