Presidente da Saese alerta que sedação deve ser feita por anestesista

0
O anestesiologista Dr. Áley lembra que a sedação também é uma anestesia (Foto: Ascom/Saese)

Neste dia 16 de outubro é comemorado o Dia do Anestesiologista. Nesta data, foi documentada a primeira intervenção cirúrgica realizada sob anestesia geral no ano de 1846.

Para reforçar a importância do anestesiologista nos procedimentos cirúrgicos, o presidente da Sociedade de Anestesiologia do Estado de Sergipe (Saese) e vice-presidente da Cooperativa dos Anestesiologistas de Sergipe (Coopanest-SE), Dr. Áley Newton, alerta que a sedação deve ser realizada por este profissional.

“Queremos alertar a população que sedação também é uma anestesia e que a forma mais segura de manter a sua vida, é ela sendo realizada por uma anestesiologista”, afirma.

“Nos últimos tempos, nós anestesiologistas temos notado uma banalização de um procedimento anestésico chamado sedação. Digo banalização porque a sedação não deixa de ser uma anestesia. É uma anestesia um pouco mais superficial, mas não menos perigosa e não menos importante do que os outros tipos de anestesia”, explica o presidente da Saese.

Ainda de acordo com Dr. Áley, a sedação altera o nível de consciência do paciente, ou seja, ele não responde e ainda tem um relaxamento de toda musculatura orofacial do paciente. “Quando há o relaxamento da musculatura, pode ocorrer que o fluxo de ar, pelo nariz e pela boca, pode estar obstruído, o que leva a uma hipoxigenação do paciente, podendo levar até a morte”, alerta.

Para o presidente da Saese, os anestesistas vivem no dia a dia algumas pequenas intercorrências, em qualquer procedimento, mas também, nas sedações. “Portanto, nunca deixem de consultar um anestesista sobre um procedimento médico qualquer, que exista sedação. O anestesista tem que estar ao lado do paciente, porque ele tem total domínio e controle dos mecanismos de, tanto despertar com segurança, quanto desobstruir a via área em caso de necessidade”.

O anestesiologista Dr. Áley também acrescenta que a desobstrução das vias áreas pode acontecer através de dispositivos orofaríngeos, de máscaras faciais, até mesmo de intubação. “É muito importante que qualquer cidadão fique atento a isso e quando for se submeter a um procedimento que tenha sedação, qualquer que seja, exijam que tenha um anestesiologista ao seu lado para garantir a melhor segurança de seu procedimento”, orienta.

Campanha Nacional

O assunto também se tornou uma Campanha Nacional com o tema “Nosso compromisso é com a sua segurança”, promovida pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA). “Essa campanha foi iniciada pela SBA no Brasil inteiro. Ela começou no meio da pandemia, mas em virtude do foco às UTIs e os cuidados com os pacientes com covid-19, foi ficando um pouco de lado. Mas agora retornamos com todas as forças para mostrar a população que a sedação também é anestesia e que a forma mais segura é ser realizada por um anestesiologista”, finaliza Dr. Áley.

Fonte: Ascom/Saese

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais