Prevenção a H3N2 é tema de palestra na UNINASSAU Aracaju

0
H3N2 é um dos vírus responsáveis pela gripe ou influenza. (Foto: Divulgação)

As síndromes gripais tomaram conta de todo o Brasil e o vírus H3N2 é um dos grandes responsáveis pelo adoecimento de grande parte da população nesse momento. Associado ao Coronavírus, que causa a Covid-19, os dois vírus estão levando as pessoas a contrair a infecção cruzada ou dupla infecção. O tema foi discutido no curso “Gripe H3N2, o que fazer para evitar a doença”, durante o Projeto Capacita, que encerrou sua primeira edição de 2022, na sexta-feira, 21.

Julian explicou que o H3N2 é um dos vírus responsáveis pela gripe ou influenza. “A influenza humana é ocasionada pelos tipos A, B e C. O tipo A possui as variantes H1N1 e H3N2. O H3N2 e a COVID se manifestam de forma bem semelhantes, com sintomas bem parecidos. Uma das diferenças é que na influenza os sintomas são mais intensos nas primeiras 48h, melhorando após este período. Na infecção por Covid, os sintomas são mais leves inicialmente, agravando com 5 ou 7 dias”, observou a enfermeira.

Julian atentou durante o curso rápido que os cuidados para as duas doenças são os mesmos, já que se tratam de doenças transmitidas por gotículas e contato com ambientes contaminados. “Os testes para diagnóstico são realizados para identificação específica do vírus causador da doença. Desta forma, é possível diferenciar a presença do vírus H3N2 ou o coronavírus”, disse.

A infecção dupla ocorre quando o indivíduo é acometido pela Covid-19 e outro vírus.  “Observa-se, neste momento, o aumento de casos de Covid-19 e H3N2 em um mesmo paciente, sendo de grande importância a prevenção, como relatamos aqui”, reforçou Julian.

Fonte: Ascom/UNINASSAU

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais