Profissionais da saúde cobram pagamento da PMA por cadastros no SUS

0

O protesto realizado por profissionais de saúde em frente a Prefeitura de Aracaju, na manhã desta quarta-feira, 4, tinha como principal objetivo reivindicar o pagamento da cota por cadastro realizado dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com as entidades sindicais que representam os enfermeiros e agentes de saúde, os recursos federais já chegaram na Prefeitura, mas não foram repassados para os profissionais que auxiliaram o município no processo de cadastro.

Confira a matéria completa no vídeo:

SMS

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a pasta convocou os profissionais para uma reunião na Prefeitura, nesta manhã, para esclarecer como será feito o repasse dos recursos. Conforme informações da SMS, os profissionais que participaram da reunião aceitaram o acordo – que está articulado em R$ 3,35 por pessoa cadastrada pelo profissional. Mas, ainda de acordo com a SMS, um outro grupo de profissionais se concentrou do lado de fora e realizou o protesto.

A reunião entre os secretários de Planejamento e da Saúde e representantes da categoria dos agentes da saúde terminou por volta das 12h30 com o acordo de que a progressão de carreira será paga com efeito retroativo para quem tem direito até o mês de abril e a Saúde se comprometeu a repassar 50% do repasse federal para os agentes comunitários de saúde que realizaram o cadastramento dos usuários do SUS. Este último assunto voltará a ser pauta na próxima reunião do Conselho Municipal de Saúde.

Comentários