Samu vai contar com 130 plantonistas e 59 ambulâncias no Carnaval

0
Os profissionais estarão  acompanhando todo o fluxo de ocorrências (Foto Ilustrativa/Arquivo Portal Infonet)

A Secretaria  de Estado da Saúde (SES), junto aos seus órgãos, elaborou o plano operativo para atendimentos a eventos de massa, a ser aplicado de sexta-feira 21,  até a próxima quarta, 26, período de Carnaval.

De acordo com o Plano de Contingência, diariamente 65 profissionais estarão na Central de Regulação de Urgência (CRU), atendendo os chamados, além de 130 plantonistas no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192).

De acordo com o Plano de Contingência, serão 59 ambulâncias de suportes básico e avançado, sediadas em 34 bases descentralizadas; um veículo de intervenção rápida, com UTI e Kit desastre; seis viaturas de reserva técnica; Motolâncias e a unidade do Grupamento Tático Aéreo (GTA) da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Elaborado pela SES, Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) e pelo Complexo Regulatório de Sergipe, o plano tem por objetivo manter o canal prioritário para blocos e outras concentrações festivas que irão acontecer na capital e no interior do Estado. A organização permitirá que o SAMU 192 Sergipe  preste assistência pré-hospitalar em menor tempo resposta e atenda a qualquer situação de urgência que venha a ocorrer na festa de Momo.

O Plano de ação também contará com a integração de parceiros como a Polícia Rodoviária Federal (PRF); Superintendência de Transporte e Trânsito (SMTT); Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (CPRv); Corpo de Bombeiros (Cobom) e Grupo Tático Aéreo (GTA/SSP).

O trabalho do SAMU 192 Sergipe durante a folia de Momo será acompanhado de perto pela gestão, com plantões de Sobreaviso. Os profissionais estarão  acompanhando todo o fluxo de ocorrências, destaca a Superintendente do SAMU 192 Sergipe , Karina Mendonça.

“Nesse período além de fazer o atendimento estaremos com a central de dados fazendo monitoramento de alguns eventos que acontecem  frequentemente. Para que o boletim seja diferente dos outros, queremos alertar na importância de não passar trotes para a Central de Regulação das Urgências . A Central de Regulação, onde recebemos os nossos chamados, estará com  quantitativo maior de chamadas em razão do período de festa. Quero enfatizar que cada vez que recebemos um trote, além de perder dinheiro público e tempo, deixamos de atender uma pessoa que realmente necessita do atendimento , então não passe trote de forma alguma”, salienta.

Fonte: SES

Comentários