Secretaria da Saúde de Aracaju alerta sobre reinfecção do coronavírus

0
Estima-se que a imunidade, para quem já foi infectado pelo novo coronavírus, dure de três a seis meses. (Foto: André Moreira/PMA)

Considerando o atual cenário epidemiológico em todo o Brasil, sobretudo no que se refere aos casos de reinfecção pelo novo coronavírus, a Prefeitura de Aracaju, por intermédio da Secretaria Municipal da Saúde, reforça o alerta para que toda a população aracajuana continue mantendo os devidos cuidados sanitários para evitar o contágio pelo vírus.

De acordo com a infectologista da Secretaria da Saúde de Aracaju, Fabrízia Tavares, estima-se que a imunidade, para quem já foi infectado pelo novo coronavírus, dure de três a seis meses, o que abre a possibilidade de uma possível nova infecção caso haja nova exposição.
“Outra questão é a circulação de cepas diferentes da que circulou na primeira onda, além da então já descoberta de variantes, mutações, do Sars-CoV-2. Isso tudo deixa a população novamente suscetível ao adoecimento e ao desfecho ruim pela covid-19”, explica a infectologista.
O Ministério da Saúde considera como reinfecção casos em que o pacientes testou positivo para a covid ao realizar o teste do tipo RT-PCR e, após 90 dias ou mais, apresentou novamente o resultado positivo. Além disso, o sequenciamento do genoma das amostras apresentou duas cepas virais diferentes. As cepas, já citadas pela infectologistas, são os subgrupos do vírus, o qual sofre mutação recorrente.Fabrízia destaca que, se o exame RT-PCR der positivo, não adianta repeti-lo antes de 90 dias, em média. Isso porque, explica, esse exame de identificação de parte de RNA viral ainda pode vir positivo, “sem significar vírus viável contaminante, nem doença”.

A infectologista da Secretaria da Saúde ressalta que, em caso de dúvidas, e principalmente sintomas, a população deve procurar atendimento e esclarecimentos técnicos confiáveis, inclusive para a identificação de outros quadros virais endêmicos e sazonais característicos.

“Sendo assim, é de suma importância que todo paciente que teve covid-19 entenda  que não pode deixar de manter as medidas de precaução, por todas essas questões ainda pouco esclarecidas em relação ao tempo e à intensidade de imunização, seja de anticorpos ou celular de memória. A possibilidade de reinfecção existe, por isso não devemos esmorecer e deixar de manter todas as medidas de precaução possíveis. Todos nós somos suscetíveis por se tratar de um vírus novo, e principalmente por ser altamente mutável”, afirma Fabrízia.

Fonte: Prefeitura de Aracaju

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais