Sergipe não possui casos suspeitos de infecção por fungo preto

0
O Lacen faz a investigação microbiológica em Sergipe (Foto: Ascom/SES)

O estado de Sergipe não tem casos suspeito de infecção por mucormicose, conhecido popularmente como fungo preto. De acordo com o Laboratório Central de Sergipe (Lacen), até o momento, não chegou nenhuma amostra para análise com a suspeita da doença. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou a investigação da doença que pode estar relacionada a covid-19.

“É o Lacen que faz a investigação microbiológica das amostras, mas é preciso que haja a suspeita clínica, e por enquanto, não temos nenhum caso suspeito em Sergipe”, afirma Cliomar Alves, superintendente do Lacen.

A mucormicose é doença infecciosa causada por um fungo que pode ser encontrado naturalmente no ambiente, principalmente em vegetações, solo, frutos e em produtos em decomposição, podendo levar ao aparecimento de sintomas após a inalação de esporos desse fungo. Assim como outros fungos potencialmente inalatórios, afeta comumente pacientes com o sistema imunológico debilitado, podendo acometer nariz e outras mucosas. Não é contagioso.

“Não é uma infecção nova, ela existe há muito tempo e acomete pessoas com imunidade baixa, a exemplo de pessoas com HIV. A questão é que na Índia começaram a surgir muitos casos associada a covid-19, então a Organização Mundial da Saúde (OMS) fez um alerta para o mundo inteiro para investigar casos suspeitos”, esclarece.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais