SES coordena qualificação para prevenir doenças na infância

0
A qualificação, que vai ocorrer das 8 às 17 horas, será ministrada pelo facilitador enviado pelo Ministério da Saúde, o enfermeiro Ricardo Soletti (Foto: SES)

No período de 21 a 25 de janeiro, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) realiza uma qualificação para profissionais de saúde dentro da Estratégia de Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância, o Aidpi Criança. A capacitação vai acontecer no auditório da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes( MNSL) e tem como objetivo formar facilitador estadual para o enfrentamento da morbidade e mortalidade infantil nos territórios.

A qualificação, que vai ocorrer das 8  às 17 horas, será ministrada pelo facilitador enviado pelo Ministério da Saúde, o enfermeiro Ricardo Soletti e é voltada para gestores e profissionais da Atenção Básica das sete Regiões de Saúde do Estado, cabendo a cada uma delas três vagas. De acordo com informações da Referência de Gestão da Rede Materno-Infantil, Helga Muller, os participantes foram indicados por secretários municipais de Saúde e coordenadores da Atenção Básica.

A capacitação será focada no Manual de Quadro de Procedimentos, um material didático compilado em três volumes que trazem as condutas preconizadas pela Aidpi, as quais incorporam todas as normas do Ministério relativas à promoção, à prevenção e ao tratamento dos problemas infantis mais frequentes, ou seja, do aleitamento materno ao controle dos agravos à saúde como a desnutrição, doenças diarreicas e infecções respiratórias agudas.

Muller informou que após a formação, os facilitadores estaduais terão a missão de qualificar os profissionais de saúde dos municípios de suas regiões para o enfrentamento da morbidade e mortalidade infantil. “Eles farão parte de um banco de pessoas qualificadas no Aidpi Criança para fazermos a multiplicação desse saber nos territórios”, declarou Helga Muller.

A Referência de Gestão enfatizou que a qualificação e as demais ações do Aidpi Criança envolve várias áreas da Secretaria de Estado da Saúde, como as Redes de Atenção Básica e Materno-Infantil, bem como o Programa Saúde da Criança.

Aidpi Criança

A Estratégia de Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância tem por objetivo diminuir a morbidade e a mortalidade de crianças entre dois meses a cinco anos de idade, por meio da melhoria da qualidade da atenção prestada à criança por profissionais de saúde, em especial na Atenção Básica à Saúde.

Segundo a Referência de Gestão da Rede Materno-Infantil, a Estratégia propõe melhor organização dos serviços de saúde, ações de prevenção de agravos e promoção da saúde, além da melhora do acompanhamento do crescimento e do desenvolvimento nos primeiros anos de vida.

Destacou que a Aidpi Criança se alicerça em três pilares básicos: capacitação de recursos humanos no nível primário de atenção; reorganização dos serviços de saúde; e, educação em saúde, na família e na comunidade, de modo que haja participação e todos na identificação, condução e resolução dos problemas de saúde dessa família, especialmente dos menores de cinco anos.

Fonte: SES

Comentários