SES distribuirá 16 mil Cadernetas da Criança a partir de segunda, 20

0
A Caderneta da Criança foi toda atualizada (Foto: SES)

A Caderneta da Criança é um documento importante para acompanhar o crescimento e o desenvolvimento infantil, desde o nascimento, até os 9 anos de idade. Por isso a Secretaria do Estado da Saúde (SES), a partir da próxima segunda-feira, 20, distribuirá para todas as maternidades e municípios sergipanos, 16.160 exemplares recebidos através do Ministério da Saúde (MS), que poderão ser retirados no Centro de Abastecimento de Insumos e Medicamentos (Cadim), localizado no Centro Administrativo da Saúde (CAS). A Portaria GM nº 1058/2005 estabelece que a Caderneta seja entregue de forma gratuita para todas as maternidades públicas e privadas do território nacional.

De acordo com a coordenadora da Rede Materno Infantil da SES, Helga Muller Mengel, a Caderneta da Criança foi toda atualizada. Além de oferecer informações sobre os cuidados essenciais com a saúde na infância, ela disponibiliza, também, espaço para que as mães e os pais acompanhem o desenvolvimento dos filhos e filhas. Há um espaço muito importante, chamado marcos do desenvolvimento infantil, que apoia a identificação de possíveis deficiências, por exemplo, em torno de seis meses espera-se que o bebê comece a se sentar, então, a família e os profissionais de saúde podem acompanhar e, inclusive, estimular que a criança alcance esses marcos do desenvolvimento para cada faixa etária.

“A Caderneta da Criança trás uma grande e muito esperada novidade, que são os campos para preenchimento das Secretarias de Educação e de Assistência Social, integralizando as ações em torno do cuidado da criança. Hoje não é a Caderneta de Saúde ou de Vacinação, mas sim, a Caderneta da Criança. Elas estarão disponíveis, gratuitamente, em todas as maternidades. Vale ressaltar que a Capital Aracaju recebeu diretamente do Ministério da Saúde, o quantitativo de 21.776 cadernetas para distribuir a todos os nascidos vivos no município de Aracaju e nas maternidades públicas e privadas do território de abrangência da capital”, disse Helga.

Helga contou, ainda, que a Coordenação de Saúde da Criança e Aleitamento Materno, o Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas da Secretaria de Atenção Primária à Saúde, do Ministério da Saúde (COCAM/DAPES/SAPS/MS) foram os responsáveis pelas atualizações na antiga Caderneta de Saúde da Criança, e essa nova versão traz, também, a inclusão de dados intersetoriais.

“A partir dessa mudança, será possível realizar o registro de informações relacionadas às demais políticas sociais, como de educação e assistência social. O objetivo é integrar as informações entre as diversas políticas públicas que cuidam do bem-estar da criança e das famílias, de modo a oferecer um instrumento de coordenação do cuidado. A Caderneta da Criança permite, ademais, o registro de vacinas, a inserção de informações sobre aleitamento materno e doação de leite materno, de alimentação complementar saudável, de prevenção de acidentes e educação sem uso de castigos físicos. O registro de consultas de rotina e gráficos de crescimento ajustados para o seguimento de nascidos prematuros também poderá ser feito na Caderneta. Avante no cuidado e proteção às crianças sergipanas com esse valoroso instrumento que é a Caderneta da Criança”, concluiu a coordenadora.

Fonte: SES

Comentários