SES e Lacen concluem capacitação de Coleta de Amostras de Água

0
A capacitação durou dois dias (Foto: SES)

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), através da gerência de Vigilância em Saúde Ambiental (VSA), em parceria com o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), encerrou na manhã desta quarta-feira, 26, no auditório do Centro Administrativo da Saúde (CAS), a capacitação Coleta de Amostras de Água, ação que faz parte do Programa VIGIAGUA, da Coordenação Estadual de Vigilância Sanitária (COVISA).

O treinamento teve como objetivo alinhar com os municípios sergipanos a maneira adequada de coletar as amostras de água para consumo humano, bem como a forma correta de interpretação dos laudos laboratoriais, padronizando as ações a fim evitar erros e garantindo a fidelidade nos resultados. Foram convidados dois representantes de cada um dos 75 municípios.

O coordenador de Vigilância Sanitária, Ávio Batalha de Brito, agradeceu a presença de todos e a parceria com Lacen e disse que “o Lacen não existe sem a Vigilância e a Vigilância não existe sem o processo de análise do Lacen. Estamos, com essa capacitação, trazendo condições para que cada um possa representar seu município como também condições de saúde pública para as pessoas que vivem em seus municípios. Esperamos que esse não seja o último deste ano porque a necessidade de capacitação é muito grande”.

Na oportunidade os participantes tiveram a chance de conhecer como funciona o Gerenciamento de Ambiente Laboratorial (GAL), módulo ambiental, destinado ao cadastro de amostras, além da importância das informações estarem no sistema. Os trabalhos foram concluídos com uma demonstração prática de como realizar a coleta de água para análises, realizada pela química e gerente do Laboratório de Bromatologia do Lacen, Lívia Cardoso Leal.

“Hoje foi o segundo dia de capacitação e a aceitação foi muito boa, eu acho que é um primeiro passo para que a gente possa estar trazendo mais capitação ou até uma capitação contínua para relembrar e atualizar o pessoal que está chegando”, comentou Lívia.

Para o gerente de Vigilância em Saúde Ambiental, Alexsandro Xavier Bueno, o treinamento foi muito proveitoso, pois há muito tempo não acontecia e é importante padronizar os procedimentos de coleta para evitar problemas na avaliação de resultados. “A participação foi maciça, poucos não puderam participar, mas a gente vai atrás desses municípios para reproduzir o que foi feito aqui, um trabalho que a Vigilância Ambiental não deixa de fazer. Então foi muito positivo, encaro como uma nova mudança e espero, depois, que a gente consiga ter o feedback dos municípios. Nós monitoramos isso, temos como saber da absorção do conhecimento passado aqui hoje, mas encarei como um passo muito bom da vigilância da qualidade da água no estado de Sergipe”.

Josiane Andrade, do município de Malhador, é a responsável pela coleta da água e pela elaboração dos boletins. “A capacitação é importante porque já faz tempo que nós fizemos. Eu estou desde 2014, mas em alguns municípios tiveram trocas de pessoas com as mudanças de prefeito, então é bom porque sempre tem coisas novas, as atualizações que eles trazem melhoram o funcionamento de todo o sistema”.

Já o coordenador da Vigilância em Itabaianinha, Jorge Luiz Alves, reforçou que esse é um trabalho muito importante que a Vigilância Ambiental faz. “Eu já fiz esse treinamento antes mas muitos aqui não tinham noção, então foi muito bom. As atualizações, as informações sobre mudanças no regimento, no formulário, e os campos que vêm sempre mudando na subcoleta. Estou nesse trabalho desde 2003, cheguei antes da coleta de água no Estado que começou em 2004”.

Fonte: SES

Comentários