SES se prepara para Campanha Nacional de Vacinação que inicia dia 6

0
A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo será de 6 a 31 de agosto (Foto: Flávia Pacheco)

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), já capacitou os municípios e está em contagem regressiva para a Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite e o sarampo, que começará na próxima segunda-feira, 6, encerrando em 31 de agosto. O objetivo da campanha é aumentar a cobertura vacinal nos municípios prevenindo que as doenças voltem a assombrar a população já que existe uma baixa vacinal preocupante e as doenças estão voltando.

A campanha pretende imunizar 11,2 milhões de crianças em todo o Brasil. Em Sergipe, são esperadas 133 mil ao todo com uma meta de 127 mil para atingir, pelo menos, 95%. Abaixo dessa meta, basta uma única pessoa não imunizada para o risco de contágio. No sábado, 18, considerado o dia D de Mobilização Nacional, todos os 36 mil Postos de Saúde estarão abertos em todo o país.

O secretário estadual da Saúde, Valberto Lima conta que a SES está monitorando cada um dos municípios. A população precisa entender que é uma preocupação não só para a família, mas também para o Estado. “Têm municípios aqui de Sergipe em que a vacinação foi abaixo de 70%, o que é preocupante. Estamos reforçando essas campanhas, conversando com todos os secretários municipais de Saúde sobre a importância de nos somarmos para aumentar o índice de vacinação com as crianças. Nós temos que passar dos 95% ”, destacou Valberto.

A vacinação é a maneira mais eficaz e segura de prevenir as doenças e todas as crianças com no mínimo um ano de vida e que ainda não completaram o quinto aniversário devem ser vacinadas nos postos de saúde, mesmo que já tenham sido imunizadas. “A única exceção é para aquelas que já foram vacinadas contra a doença nos últimos 30 dias, pois a tríplice viral é um vírus vivo e precisa desse intervalo entre as doses”, informa a enfermeira do Programa de Imunização da SES, Ana Beatriz de Lira Souza.

Crianças que não tomaram nenhuma dose contra a pólio receberão a Vacina Inativa Poliomielite (VIP) que é injetável. As que já tomaram uma ou mais doses tomarão Vacina Oral Poliomielite (VOP), a famosa gotinha. Contra o sarampo, todas essas crianças deverão receber uma dose da vacina tríplice viral, que protege, também, contra a caxumba e a rubéola. Não existe qualquer motivo ou justificativa para não vacinar uma criança. É preciso tomar cuidado com as notícias falsas. “Vacina não faz mal à saúde”, informa Ana Beatriz.

O sarampo é uma doença altamente contagiosa transmitido por via aérea, através de tosse,  espirro e fala, causada pelo vírus Morbillivirus.  A enfermidade é grave e pode matar.  Seus sintomas incluem febre e manchas no corpo, e o tratamento é feito para atenuar esses sintomas.

A poliomielite conhecida também como paralisia infantil é transmitida pela secreção da tosse, espirro, fala e respiração de pessoas infectadas e ainda pelo contato com objetos, água e alimentos contaminados por fezes.  Pode afetar os nervos e levar à paralisia parcial ou total. De acordo com o Ministério da Saúde, o último caso de poliomielite registrado no Brasil aconteceu em 1989.

Fonte: ascom SES

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais