Shows e festas só podem ocorrer com aprovação da Vigilância Sanitária

0
Shows em Sergipe precisam de autorização da SES para acontecer (Foto: Freepik)

Os eventos de lazer, a exemplos de shows, festas artísticas, blocos e vaquejadas, estão permitidos em Sergipe, mas desde que mantenham a restrição de público e tenham os respectivos projetos enviados e aprovados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Vigilância Sanitária Estadual.

Pelo novo decreto, eventos dessa natureza podem ser realizados com até 300 pessoas em ambientes internos e 500 em ambientes externos. A decisão agradou aos empresários do setor que tem acelerado as atividades para garantir a realização dos eventos.

Embora não tenha detalhados os números, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou que a Vigilância Sanitária Estadual tem recebido muitos pedidos de autorização de eventos.

A SES ressaltou que para que os eventos sejam autorizados, os organizadores devem elaborar um projeto específico, contendo toda a logística do evento, protocolos e fluxos bem definidos. O projeto deve ser protocolado até cinco dias úteis antes do evento no site do SES. A partir do envio da documentação, a análise é feita pela Vigilância Sanitária Estadual. A fiscalização dos eventos, segundo a SES, fica a cargo da Vigilância Sanitária de cada município e da Polícia Militar.

Eventos sociais

No caso dos eventos sociais, corporativos, condominiais, empresariais e formaturas, a capacidade permitida também é de 300 pessoas em ambientes internos e 500 pessoas em ambientes externos. Nessas situações, não é preciso apresentar projetos, porém os organizadores devem estar atentos e cumprir o protocolo sanitário da SES.

Por Karla Pinheiro

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais