Socorro: hospital de campanha deixa de funcionar como ‘porta aberta’

0
Segundo Enock, 14 pessoas estão internadas no Hospital de Campanha (Foto: Antônio Carlos/Prefeitura de Socorro)

O Hospital de Campanha do município de Nossa Senhora do Socorro, Grande Aracaju, terá uma mudança no seu protocolo de atendimento a partir desta terça-feira, 9. Segundo o secretário de Saúde da cidade, Enock Ribeiro, o hospital deixará de atender como porta aberta (disponível para todos os públicos) para receber somente pacientes da Covid-19 regulados das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do município, a exemplo da UPA Jardim e do Hospital José Franco Sobrinho (Zé Franco).

“Quando inauguramos o Hospital nesta última sexta-feira, nosso objetivo foi atender ao máximo alguns pacientes para diminuir a demanda de outras unidades”, relata Enock Ribeiro. Ainda segundo ele, entre sexta-feira, 5, e domingo, 7, cerca de 141 pessoas passaram pelo hospital. “Segundo o boletim da unidade emitido nesta manhã cerca de 14 pessoas permanecem internadas”, ressalta.

De acordo com Enock, a orientação é para que os socorrenses que estejam com sintomas da Covid-19 possam procurar outras unidades de saúde, como a UPA Jardim ou o Hospital Zé Franco, e não mais se deslocar diretamente ao Hospital de Campanha.

Unidade

O hospital conta com 50 leitos, onde 48 leitos são para média complexidade e dois leitos de UTI para estabilização. O valor que foi licitado, que compreende toda a estrutura física, metálica, climatização, equipamentos, gestão, contratação e medicamentos é de R$ 1 milhão e 740 mil reais.

por João Paulo Schneider  e Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais