Suspeita de tiro causa pânico e correria em Hospital de Urgência

0
Barulho semelhante a tiro causou susto no Huse (Foto: Arquivo/SES)

A suspeita de um tiro que teria sido disparado no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) deixou em pânico pacientes e acompanhantes que se encontravam naquela unidade de saúde. Houve correria e diversos policiais civis e militares foram acionados, com monitoramento do Grupamento Tático Aéreo (GTA) na região, mas não se identificou a origem do suposto tiro.

No primeiro momento, houve informações espalhadas em redes sociais e grupos de WhatsApp de que o tiro teria sido disparado dentro da unidade, mas depois essa versão foi descartada, abrindo suspeita de que o tiro teria surgido em uma área externa da unidade hospitalar, o que também não se confirmou.

De acordo com informações da assessoria da Polícia Militar, houve chamado através do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciosp), informando que alguém teria ouvido o barulho, que seria semelhante ao estampido de um tiro. Foram realizadas diligências na região, mas não foi identificado suspeito nem vestígios de disparo de arma de fogo.

A direção do Huse só se manifestou no final da manhã desta quinta-feira, 26, alertando que a informação não passou de alarme falso. “A Superintendência do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) esclarece que é falsa a notícia sobre um disparo por arma de fogo nas dependências internas do hospital na manhã desta quinta-feira, 26”, diz a nota enviada pelo Huse à imprensa.

Na nota, a direção do Huse garante que a confusão foi decorrente de um alarme falso. “A gestão do Hospital lamenta a fake news tendo em vista que uma situação como esta pode gerar pânico e tumulto em um local que atende casos de alta complexidade onde os pacientes precisam de tranquilidade”, destaca a direção do Huse, na nota.

por Cassia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais