Trabalhadores da assistência social cobram prioridade na vacinação

0
Trabalhadores da SUAS fizeram um ato em frente ao Palácio de Despachos (Foto: FETSUAS)

Os trabalhadores da assistência social de Sergipe fizeram um ato na manhã desta quarta-feira, 2, em frente ao Palácio de Despachos, cobrando do Governo do Estado a inclusão dos trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) no grupo de prioridades para a imunização contra a covid-19.

De acordo com Itanamara Guedes, representante do Fórum dos Trabalhadores do SUAS (FETSUAS), a reivindicação de prioridade na vacinação é para que todos os trabalhadores que atuam com política de assistência social no estado sejam imunizados.

“Queremos que todos os trabalhadores do SUAS que trabalham nos CRAS, CREAS, Centro POP e em outros serviços de assistência social sejam vacinados. Em Sergipe são cerca de 5 mil trabalhadores atuando na linha de frente desde o início da pandemia”, afirma.

Itanamara explica que ano passado, no início da pandemia, o Governo Federal declarou a política de assistência social como essencial. “O SUS e SUAS estão desde o começo da pandemia trabalhando na linha de frente. O SUS na assistência à saúde e o SUAS na proteção social das famílias mais vulneráveis”, aponta.

Os representantes dos trabalhadores do SUAS foram recebidos pelo Governo do Estado que se comprometeu a dar uma resposta a categoria até a próxima segunda-feira, 7. “Fomos recebidos pelo Superintendente de Comunicação que se comprometeu a levar nossa solicitação ao governador e as secretárias de saúde e assistência social. Também foi passada a informação que nossa reivindicação seria tratada na reunião de hoje do Comitê Técnico-Científico, e que até a próxima segunda-feira  o Fórum receberá um posicionamento”, adianta Itanamara.

Governo

O Superintende de comunicação, Givaldo Ricardo, confirmou que recebeu alguns representantes da categoria, e disse que levará a demanda dos trabalhadores da SUAS as secretarias competentes, assim como faz com todas as demandas que chegam ao Governo, mas explicou que Sergipe está seguindo à nota técnica de nº 717/2021, publicada pelo Ministério da Saúde no dia 28 de maio deste ano, que adota  os critérios de vacinação contra a Covid-19 de maneira escalonada, por ordem decrescente de idade, para a população entre 18 e 59 anos. A ideia é acelerar a vacinação de toda a população adulta sergipana, independente da categoria profissional.

Ainda segundo o Governo, a determinação do órgão federal explica que os estados podem iniciar a vacinação dos grupos sem comorbidades, por idade, desde que já tenham sido vacinados os grupos prioritários estabelecidos anteriormente pelo Governo Federal, como idosos, pessoas com deficiência, povos indígenas, trabalhadores de Saúde, comunidades ribeirinhas, quilombolas, gestantes e puérperas com comorbidades, forças de segurança, salvamento e forças armadas, além de trabalhadores dos setores de Transporte e da Educação.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais