Trabalhadores do Hospital de Maruim ameaçam paralisar atividades

0
Sintasa denuncia atraso salarial, de férias, insalubridade e falta de EPI no Hospital Nossa Senhora da Boa Hora em Maruim (Foto: Google Maps)

O Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) denuncia vários problemas enfrentados pelos profissionais que trabalham no Hospital Nossa Senhora da Boa Hora, em Maruim. De acordo com o sindicato, os trabalhadores da saúde estão com o salário de dezembro de 2020 e o do mês de março em atraso, e a categoria ameaça paralisar as atividades.

Além disso, o sindicato aponta a falta de um calendário de pagamento, funcionários estarem com férias e adicional de insalubridade atrasados, empréstimos consignados descontados, mas sem repasses para os bancos, e falta Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

“É uma série de situações que precisam ser resolvidas. O município pagou todos os funcionários contratados e os servidores concursados da área de enfermagem, que estão na linha de frente, não receberam ainda, e ninguém sabe quando vai receber porque não há um calendário de pagamento dos servidores”, aponta Augusto Couto, presidente do Sintasa.

O sindicato realizou uma assembleia virtual na última segunda-feira, 12, e protocolou um ofício na Secretaria Municipal de Saúde solicitando uma reunião para tratar das questões. “Uma nova secretária assumiu a gestão da secretaria, já entramos em contato com ela e a informação que tivemos é que até esta quarta-feira, 14, teremos uma posição. Nós vamos aguardar até a sexta-feira quando faremos outra assembleia, e caso não tenha nenhuma definição, faremos um ato ou uma paralisação”, adianta.

A Secretária de Saúde de Maruim, Alyne Almeida de Araújo, informou que assumiu a gestão na semana passada e que está resolvendo toda a parte burocrática de geração de senhas, junto aos bancos, para fazer as movimentações financeiras e pagar aos contratados.

A gestora informa que os servidores efetivos do município foram todos pagos no final de março, apenas os contratados ainda não receberam, mas já estavam cientes do atraso porque receberam por RT,  e com a troca de gestão é preciso fazer a troca das senhas de movimentação financeira. Sobre o atraso do salário de dezembro, a secretária disse o pagamento será parcelado e o acordo foi firmado na última quinta-feira, 8.

Em relação aos EPIs, Aline explicou que o hospital já enviou a relação dos materiais e a compra já está sendo feita. A secretária confirmou que já conversou com o presidente do Sintasa, Augusto Couto, e que na quarta-feira à tarde irão conversar novamente.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais