UFS: estudo inédito testará eficácia da vacina em pessoas imunizadas

0
Segundo o docente da UFS, o estudo é pioneiro do Brasil.(Foto: Freepik)

O professor do Departamento de Farmácia da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Lysandro Borges, informou nesta quinta-feira, 21, que os municípios de Itabaiana e Riachuelo já contrataram uma testagem específica para verificar a imunidade das pessoas que se vacinaram contra o novo coronavírus (Covid-19). Segundo o docente da UFS, o estudo é pioneiro do Brasil.

“Continuamos a parceria com esses municípios para a testagem de mais 10 mil pessoas para a Covid-19 e também mais 10 mil testes para verificação das pessoas que receberem a vacina para saber se elas estão, de fato, imunizadas”, resume Lysandro Borges.

O professor Lysandro está à frente da Força Tarefa Covid-19/UFS. (Foto: Divulgação/UFS)

O professor explica que a pesquisa para investigar o nível de imunização das pessoas está ligada aos testes com leitura exclusiva de anticorpos anti-RBD. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o anticorpo anti-RBD é conhecido por este nome por estar relacionado a um subdomínio da proteína S do Sars-CoV-2. Ele é também um anticorpo com estrutura específica do novo coronavírus. “Caso a pessoa não forme esse anticorpo, posteriormente ela toma uma terceira dose da vacina”, salienta Borges.

De um modo geral, o professor universitário diz que é a análise através do anticorpo anti-RBD que pode atestar realmente a imunidade das pessoa vacinadas. “É um projeto pioneiro no Brasil e ao redor do mundo poucos países estão fazendo esse teste para verificar a eficácia da vacina”, salienta Borges.

por João Paulo Schneider 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais