Unidades de Saúde da Família ofertam repelente para gestantes

A SMS disponibiliza, mensalmente, uma unidade de repelente para cada gestante (Foto: SMS)

Atenta aos riscos provocados pelas doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti em gestantes, a exemplo da zika, e, consequentemente, da microcefalia nos recém-nascidos, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), reforça que as 45 Unidades de Saúde da Família (USFs) disponibilizam repelente para uso das mulheres e pessoas trans em gestação.

A SMS disponibiliza, mensalmente, uma unidade de repelente para cada gestante. Para ter acesso é necessário que a gestante se dirija até a sua USF de referência, portando caderneta de gestante ou qualquer outro documento que comprove a gravidez.

A coordenadora da Rede de Assistência Farmacêutica e Insumos, Cristiane Trindade, explica que a liberação acontece em virtude da relação causal entre a infecção pelo vírus zika em gestantes e a ocorrência de microcefalia em bebês.

“O intuito da SMS é o de promover a padronização de distribuição de repelentes contra insetos e Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela, tendo em vista a prevenção a doenças tanto nas mães, quanto nos bebês”, destaca a coordenadora.

O repelente disponível nas farmácias das Unidades de Saúde da Família é à base de DEET (N-dimetil-meta-toluamida ou N,N-dietil-3-metilbenzamida), aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e apresenta segurança quando usados na gestação.

Fonte: PMA

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais