Usuária denuncia que está sem receber insulina do Case a quase um mês

0
A insulina degludeca está em falta há mais de 20 dias
(Foto: Arquivo / SES)

Uma usuária que faz uso contínuo de insulina degludeca está tendo dificuldades de conseguir a medicação no Centro de Atenção à Saúde de Sergipe (Case). Há quase um mês a medicação está em falta e sem previsão para a chegada.

“Estive lá ontem [terça-feira, 14] para pegar a insulina e o funcionário informou que essa medicação já estava em falta há mais de 20 dias e que eu ficasse ligando para saber quando ia chegar porque eles não tinham previsão”, conta Renilza Rodrigues, funcionária pública.

Renilza faz uso dessa insulina uma vez ao dia e não pode ficar sem a medicação, e para não ter complicações precisou desembolsar R$ 900 para comprar a degludeca. A falta da medicação pode acarretar em complicações mais graves como AVC e parada cardíaca. “ Essa não é a primeira vez que isso acontece, sempre falta uma ou outra insulina e nós não podemos ficar sem. Eu faço uso de nove canetas por mês dessa insulina, cada caneta custa R$ 100, então é um gasto muito grande para quem ganha pouco”, relata.

Outra reclamação é sobre o cadastro dos usuários que precisa ser renovado a cada três meses. “ Nós pegamos duas vezes o medicamento, porque pegamos mensalmente, e na terceira vez já temos que levar exames e o relatório do médico. O tempo é muito curto para essa renovação cadastral já que temos que fazer uso contínuo da medicação”, reclama.

SES

A assessoria de comunicação da Secretaria Estadual de Saúde (SES), informou que a empresa não cumpriu a agenda de entrega que seria hoje. Eles alegaram problema com o voo, por isso não conseguiram despachar para Aracaju. O produto retornou e nós aguardamos um novo prazo de entrega. A empresa respondeu dizendo que a previsão de entrega é segunda-feira.

Por Karla Pinheiro

A matéria foi alterada às 15h08 do dia 15/05 para acréscimo de nota da SES
Comentários