Vacinas da gripe e covid-19 já podem ser tomadas de forma simultânea

0
(Foto: SES)

O Ministério da Saúde emitiu nota técnica que acaba com o intervalo entre a aplicação das vacinas contra a gripe e contra a Covid-19. O objetivo da ação é facilitar a adesão da população às duas campanhas de vacinação.

A Secretaria de Estado da Saúde aderiu imediatamente a nova determinação e os postos já podem fazer a aplicação simultânea das doses. Antes havia a recomendação de esperar 14 dias entre uma vacina e outra por precaução.

O diretor de Vigilância e Saúde da SES, Marco Aurélio Góes, destaca que os estudos mostram que uma vacina não interfere na efetividade da outra e nem promovem efeitos adversos adicionais. “As vacinas sempre puderam ser utilizadas de forma simultânea, desde que se respeite o grupo muscular onde estão sendo aplicadas. A única ressalva que a gente tem é com vacina de vírus vivo. O que não é o caso de nenhuma dessas vacinas aplicadas no Brasil contra a Covid-19”, disse.

Com o avanço da imunização e dos estudos relacionados, foi possível comprovar a segurança dessa combinação de vacinas. “O comitê técnico do Ministério da Saúde recomendou e a SES acatou de imediato porque e efetividade das vacinas não se altera. O principal fator dessa aplicação simultânea é que a pessoa não perca a oportunidade da vacinação”, destacou o diretor.

Campanha de multivacinação

Desde sexta, 1º, Sergipe começou a vacinar crianças, desde o recém-nascido a adolescentes menores de 15 anos, que estão com o esquema vacinal atrasado. A Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação se estenderá até 29 de outubro, sendo 16 de outubro o Dia “D” de divulgação e mobilização nacional. Marco Aurélio chama a atenção para que os profissionais de saúde observem as pessoas que estão aptas a tomar a vacina da Covid-19, para a aplicação simultânea.

“É preciso observar se a pessoa chegou para atualizar seu cartão de vacina para outros imunizantes que estão em atraso, se ela já foi vacinada contra a Covid-19. Se não foi, aproveita a oportunidade para fazer a primeira ou segunda dose. Não podemos perder a oportunidade dessa vacinação considerando que todos os imunizantes são seguros”, concluiu.

Fonte: SES

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais