Vigilância alerta sobre os protocolos para a reabertura das academias

0
Academias estão autorizadas a reabrir (Foto: Freepik)

Com a divulgação da Portaria nº 203/2020, publicada no Diário Oficial do Governo do Estado, na quarta-feira (26), a partir desta sexta-feira, dia 28, academias, clubes e estabelecimentos afins estão autorizados a reabrir, respeitando os protocolos sanitários previstos para enfrentamento e prevenção da covid-19. Nesse sentido, a Rede de Vigilância Sanitária (Revisa) da Prefeitura de Aracaju alerta sobre a importância do cumprimento das medidas sanitárias e de distanciamento social.

O trabalho de fiscalização, geralmente, parte das denúncias de consumidores, em casos onde não há o cumprimento das medidas. Assim como no trabalho de rotina das equipes, a atuação também se concentra nos locais com maior demanda.

“Mesmo já tendo um padrão no trabalho das equipes de fiscalização, com a publicação da portaria que saiu na última quarta-feira [26], a partir do que prevê o documento é que vamos alinhar a organização das ações de inspeção. Da mesma forma, como os estabelecimentos estão organizando o fluxo de alunos nesses próximos dias, a partir da semana que vem é que teremos um cenário mais consistente do cumprimento das medidas previstas na portaria”, explica a coordenadora da Rede de Vigilância Sanitária, Denilda Caldas.

Com a aprovação do protocolo sanitário de regulação para as atividades físicas individuais em academias, clubes e afins, entre outras considerações, os estabelecimentos funcionarão de segunda a sábado, com horário a ser definido por cada local, conforme capacidade de ocupação que deve ser limitada a 50%; deverá ser reservado horário para clientes que fazem parte do grupo de risco, o que inclui pessoas com 60 anos de idade ou mais.

O documento salienta que as atividades devem ser realizadas mediante agendamento, e os alunos devem permanecer no espaço apenas no tempo agendado; pessoas com sintomas de síndrome gripal ou caso suspeito de coronavírus não poderão frequentar esses locais; e áreas de atividades não essenciais ou espaços coletivos devem ser interditados.

“Vale destacar também que entre as medidas sanitárias está o distanciamento mínimo entre os alunos assim como entre os equipamentos. A higienização dos equipamentos deve ser feita com álcool 70% ou outra substância sanitizante, a cada 50 minutos, durante o intervalo entre o uso dos alunos. O uso de máscaras deve ser obrigatório, inclusive durante a atividade física”, orienta a gerente de Serviços de Interesse à Saúde da Revisa, Andreza Messias.

As academias também devem orientar seus funcionários sobre o uso obrigatório de máscaras e todos os equipamentos de proteção individual, além do que prevê os protocolos sanitários. Da mesma forma, os alunos deverão ter acesso às normas sanitárias, as quais precisam estar expostas nos ambientes do estabelecimento.

Em casos de descumprimento das medidas nos estabelecimentos da capital, as denúncias podem ser realizadas junto à Ouvidoria da Secretaria Municipal da Saúde, através do telefone 0800 729 3534, digitando a opção 7.

 

Fonte: SMS

Comentários