Vigilância pede que população colabore na prevenção à Covid-19

0
Orientação da Vigilância Sanitária é que a população tenha consciência e responsabilidade em comemorações. (Foto: Canva)

Faltando pouco para 2020 acabar, o pedido da Coordenadoria da Vigilância Sanitária (Covisa) da Secretaria de Estado da Saúde (SES) é que as pessoas tenham consciência e responsabilidade durante as comemorações de Réveillon. Mesmo não havendo festas públicas em comemoração à chegada do novo ano, muitas festas particulares estão programadas para acontecer no Estado, e a preocupação dos órgãos de controle é o aumento no contágio pelo Covid-19. 

De acordo com o coordenador da Vigilância Sanitária, Ávio Britto, o órgão recebeu muitos projetos para realização de festas de Réveillon em todo o Estado. “Alguns foram deferidos, outras tantos indeferidos porque não atendiam as normas sanitárias e nem ao decreto governamental, e alguns empresários desistiram porque sabiam que não conseguiriam se adequar. Infelizmente, não temos como fiscalizar todas as festas, é humanamente impossível, então, pedimos que a população tenha consciência, responsabilidade e respeito ao próximo. E é bom deixar claro que quem assinou o projeto é o responsável pela festa, portanto, responderá por tudo que acontecer nela”, adverte. 

O coordenador lembra ainda que além das festas em bares, restaurantes e espaços de eventos, muitas festas serão realizadas em residências, e nesses locais, as medidas sanitárias e o cumprimento do decreto governamental também precisam ser seguidos. “Evite aglomerar, use máscara, mantenha o distanciamento social e se vai se reunir com alguém, que seja com as pessoas que já estão no seu convívio, ninguém de fora, e claro, adote os cuidados necessários”, orienta. 

Mesmo com o cancelamento da festa de Réveillon e da queima de fogos da Prefeitura de Aracaju, na capital, as praias e a Orla de Atalaia estarão abertas. “A população não será impedida de ficar na areia da praia, desde que use máscara, mantenha o distanciamento social, não monte tendas ou barracas e nem desrespeite o decreto governamental. A Guarda Municipal e equipes da Prefeitura de Aracaju estarão fazendo a fiscalização do local”, informa.

Coordenador da Vigilância Sanitária da SES, Ávio Britto, lembra que ninguém está imune ao Covid-19 e precisa adotar os cuidados necessários de prevenção (Foto: SES)

Ávio lembra a população que ainda não é o momento de aglomerar, os casos do Covid-19 em Sergipe estão em alta, mas cabe a cada um ter consciência e adotar as medidas sanitárias necessárias. “Se cada um fizer sua parte, não aglomerar e usar máscara, os índices dessa doença vão cair. Já conseguimos isso, mas as pessoas, em especial os jovens até 40 anos, acham que estão imunes a doença, mas não estão, e ainda infectam outras pessoas que podem morrer.  As pessoas estão sendo reinfectadas, os hospitais estão ficando sem leitos, não temos equipes médicas suficientes para atender a população, e para mudar essa realidade só contamos com a consciência e colaboração da sociedade”,  finaliza 

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais