Alunos do IFS realizam evento sobre descarte consciente do lixo

0
Alunos do IFS (Foto: Portal Infonet)

“Onde está o saneamento básico da sua cidade? Está no lixo!”, esse foi o tema principal de uma série de palestras e eventos da semana “Lixo Zero”, realizada nesta sexta-feira,19, pelos estudantes do Instituto Federal de Sergipe (IFS). A 5ª edição do evento tem como temática o descarte consciente do lixo, as implicações no saneamento básico e a importância da reciclagem.

Josiene Lima, analista ambiental (Foto: Portal Infonet)

Para a analista ambiental Josiene Lima, um das palestrantes do encontro, o descarte dos resíduos em obras públicas deve ser previamente estudado para diminuir possíveis impactos ambientais. “A gente trabalha mitigando o impacto desse resíduo. Atendendo as solicitações do órgão fiscalizador, o Ibama. Se a gente não atender as normas, as obras podem ser paradas”, diz. Atualmente, Josiene trabalha nas obras de duplicação da BR-101 e diz que todos os estudos ambientais foram feitos a fim de obedecer as condicionantes ambientas.

 

Elvis Moura, mentre em Administração Pública (Foto: Portal Infonet)

Para o mestre em administração pública, Elvis Moura, para ter um saneamento básico eficaz é necessário que haja um cuidado minucioso com o descarte do lixo.”O saneamento básico é visto por quatro vertentes. O lixo, o abastecimento de água, o esgotamento sanitário e a drenagem de água da chuva. O lixo mal tradado, mal coletado ou jogado nas vias públicas compromete o abastecimento de água, na medida em que ele pode estar contando um aquífero, que abastece uma determinada localidade. Também compromete o esgotamento sanitário e a drenagem na medida em que ele é jogado em um canal ou em uma rua. Isso causa o entupimento de alguma via e depois pode acarretar uma inundação”, completa.

Maria (última à direita) e seus colegas de turma (Foto: Portal Infonet)

Uma das alunas do ensino médio técnico, Mariana Xisto, de 15 anos, procurou junto com os colegas de curso desenvolver um trabalho que incentivasse a população quanto à reciclagem. “Lixo é arte. Os objetos que usamos no dia-dia não precisam ser descartados e podem ser usados em ações cotidianas”, resume.

Por João Paulo Schneider e Verlane Estácio

 

A matéria foi atualizada para correção de informação. 
Comentários